Gilmar Mendes será o relator de pedido de liberdade de Fabrício Queiroz

Ouvir Áudio

Foto: Agência Brasil

A defesa do ex-policial Fabrício Queiroz apresentou um habeas corpus, nesta segunda-feira (10), ao Supremo Tribunal Federal (STF). O relator do pedido será o ministro Gilmar Mendes e o caso tramita na corte sob segredo de Justiça.

Os advogados de Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro quando o parlamentar era deputado estadual no Rio de Janeiro, pede que a corte revogue a prisão preventiva decretada pela Justiça fluminense. Atualmente, por decisão do Superior Tribunal de Justiça, ele e a mulher estão em prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica.

“A pertinência dos fatos descritos decisão carecem de fundamentação e não observados os requisitos inerentes a aplicação da medida cautelar gravosa, sendo embasada apenas em fatos longínquos e pretéritos, esquivando-se do verdadeiro caráter emergencial da prisão preventiva”, disse a defesa.

Em 9 de julho deste ano, no recesso do STJ, quando cabe ao presidente da Corte tomar as decisões urgentes, Noronha permitiu que Queiroz e a mulher dele, Márcia Aguiar, ficassem em casa com tornozeleira eletrônica. Até então Queiroz estava preso, e Márcia, foragida.

Queiroz foi preso no dia 18 de junho em Atibaia, no interior de São Paulo. O mandado de prisão foi expedido pela Justiça do Rio de Janeiro.

CNN Brasil

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *