Sinal Vermelho: governadora participa do lançamento de campanha contra violência doméstica

Ouvir Áudio

A governadora Fátima Bezerra participou do lançamento virtual no Rio Grande do Norte da campanha “Sinal Vermelho”, a convite do Tribunal de Justiça do RN (TJRN), na manhã desta sexta-feira (14). A ação é uma iniciativa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) em parceria com farmácias de todo país para auxiliar as mulheres vítimas de violência doméstica e familiar a pedirem socorro durante a pandemia da Covid-19. Até o momento, quase 100 farmácias já aderiram à campanha no estado.

Nos últimos meses, o confinamento e o distanciamento social agravaram a situação das mulheres, que ficaram mais expostas à violência doméstica. “Essa campanha é extraordinária. Não podemos deixar a violência contra as mulheres se naturalizar. Não tínhamos aqui no Rio Grande do Norte delegacias que funcionassem 24h, agora temos, por uma ação nossa. Reativamos o comitê estadual de enfrentamento a violência doméstica, o programa ‘Maria da Penha vai à escola’ está consolidado e seguimos implantando várias ações para combater este tipo de violência”, enfatizou a governadora.

No Rio Grande do Norte também estão envolvidos na preparação da campanha a Polícia Civil, as Secretarias Estaduais das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (Semjidh) e da Saúde Pública (Sesap).

Representando o desembargador João Rebouças, presidente do TJRN, a desembargadora Maria Zeneide Bezerra destacou: “Sou testemunha da força e alcance da campanha, pois até já presenciei uma moça que fez um sinal em uma farmácia e a polícia foi chamada. Inclusive, quero parabenizar o Centro Integrado de Operações em Segurança Pública e a Polícia Militar que atenderam prontamente. Temos que inibir a violência física e psicológica que as mulheres sofrem”.

Também explanou a senadora e presidente da Comissão Mista de Combate à Violência contra a Mulher, Zenaide Maia: “Temos uma lei maravilhosa que é a Maria da Penha, mas em muitos momentos falta engajamento da população e essa campanha vem para somar e envolver a sociedade civil como um todo. Essa violência é estrutural no país e não pode continuar. Comunicação é poder, vamos divulgar e dar visibilidade à campanha para ajudar as mulheres”.

Além dos já citados, também participaram do evento o vice-governador Antenor Roberto; as deputadas estaduais Cristiane Dantas e Carla Dickson; o prefeito de Natal, Álvaro Dias; a secretária das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, Eveline Macedo; a delegada Paoulla Maués, representando a Delegacia Geral de Polícia Civil; o diretor-geral do Itep, Marcos Brandão; a coordenadora da Patrulha Maria da Penha, Major Soraia Bezerril; e a procuradora Regional do Estado de São Paulo e conselheira Nacional de Justiça, Maria Cristiana Ziouva.

LANÇAMENTO NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

No último dia dois de julho, a campanha Sinal Vermelho foi lançada na Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados. E para dar continuidade ao compromisso de debater e combater a violência contra a mulher, a governadora acompanhou, na tarde desta sexta-feira, 14, o desdobramento da iniciativa no RN.

Atendendo ao convite da deputada federal, Carla Dickson, Fátima participou do evento virtual e parabenizou a campanha ao mesmo tempo em que conclamou o envolvimento de mais empresas, sobretudo da iniciativa privada, para abraçarem essa causa e contribuir para que as mulheres recebam a ajuda necessária e possam romper esse ciclo de violência, que muitas vezes pode provocar a morte. “O fato é que não podemos tolerar de maneira nenhuma essa violência contra as mulheres, esse ato que fere tantos princípios como o da civilidade e o da solidariedade. O mundo que desejamos é um mundo onde as mulheres possam viver sem violência e com dignidade”, pontuou.

A governadora falou ainda sobre algumas das políticas públicas estaduais direcionadas às mulheres como a criação da Secretaria de Estado das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (Semjidh) e a reativação do Comitê Estadual de Enfrentamento da Violência Doméstica e Familiar contra as Mulheres (CEAV).

Acompanharam a governadora neste evento: a secretária SEMJIDH, Eveline Guerra; o secretário adjunto da Sesed, Osmir Neto; representantes das equipes técnicas da Polícia Civil e Polícia Militar.

CAMPANHA

A “Sinal Vermelho” tem como premissa usar as farmácias – estabelecimentos que permaneceram em funcionamento – para auxiliar no acolhimento das mulheres. Durante a ida ao estabelecimento, a vítima deve marcar um “X” em vermelho na palma da mão e mostrá-la para algum funcionário do estabelecimento, que acionará a Polícia para alertar sobre a situação de violência.

A campanha é “silenciosa”, ou seja, não há a indicação de quais farmácias estão participando da iniciativa, justamente para que o agressor não impossibilite a vítima de se dirigir até determinado estabelecimento.

Os chamados das farmácias serão direcionados para uma equipe específica do Ciosp que atua 24h, para agilizar os atendimentos. Os operadores acionarão uma viatura para se dirigir à farmácia, devendo procurar inicialmente a Patrulha Maria da Penha da Guarda Municipal de Natal ou, na sequência, a Patrulha Maria da Penha da PM. Caso não haja viaturas especializadas disponíveis no momento, deverá ser encaminhada a viatura ostensiva mais próxima do chamado.

Natal (RN), 14 de agosto de 2020.

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL – ASSECOM

Assecom-RN

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *