Centro de Zoonoses alerta população sobre cuidados com escorpiões após fim de período chuvoso em Natal

Ouvir Áudio

Segundo órgão municipal, acidentes são mais comuns após fim das chuvas, quando animais saem de esconderijos em busca de lugares mais úmidos.
Por G1 RN
Acidentes com escorpiões são mais comuns após fim de período chuvoso, alerta Centro de Controle de Zoonoses de Natal — Foto: CCZ Natal/Divulgação
O Centro de Controle de Zoonoses de Natal emitiu um alerta à população sobre o perigo de surgimento de escorpiões nessa época do ano, com o fim do período de chuvas intensas e a elevação de temperatura. De acordo com o órgão, os animais saem dos seus esconderijos em busca de abrigo em locais com umidade, aumentando os riscos de acidentes.
A picada pode ser grave, principalmente para crianças, idosos ou pessoas com a imunidade suprimida. “Os escorpiões aparentam picos de acidentes nesses períodos, já que os animais procuram abrigo favorável a criadouros e muitas vezes adentram as residências”, explica a bióloga, especialista em zoologia, Juraci Lima, que é a responsável técnica do núcleo de vigilância entomológica do CCZ.
Entre as recomendações apontadas pelos especialistas, estão: conservar o quintal limpo; não acumular entulho ou restos de obra dentro de casa; verificar sapatos e roupas antes de usar; estar atento à parte interna das cortinas; fechar os ralos e eliminar as baratas, que servem de alimento para os escorpiões; não acumular restos de materiais de construção nos quintais e realizar o remanejo do ambiente.
Em caso de acidentes, a recomendação é a pessoa picada siga imediatamente ao serviços de saúde de referência mais próximos de sua residência. No caso de Natal, são as Unidades de Pronto Atendimentos (UPAs) – Esperança, Potengi, Pajuçara ou Satélite. Após avaliação, o paciente pode ser encaminhado para o Hospital Giselda Trigueiro, caso haja necessidade de um antiveneno.
O Centro de Controle de Zoonoses orienta que, se possível, a pessoa deve levar o animal vivo ou morto, ou uma foto para orientar a conduta e permitir uma avaliação mais eficaz sobre a gravidade do acidente.
De acordo com Juraci Lima, a intenção do CCZ é mapear as espécies de ocorrência no município e o georreferenciamento irá nortear as ações de monitoramento desses acidentes, bem como conhecer as espécies causadoras desse agravo. Para casos de dúvidas ou informações, entrar em contato nos telefones 3232 8235 ou 3232 8237, de domingo a domingo, no CCZ Norte, que fica localizado na Avenida das Fronteiras, 1526, Potengi, Distrito Sanitário Norte II.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *