Coreógrafo brasileiro Ismael Ivo morre de Covid aos 66 an

Ouvir Áudio

Morreu nesta quinta-feira (9), aos 66 anos, o bailarino e coreógrafo brasileiro Ismael Ivo, vítima da Covid-19.

O coreógrafo Ismael Ivo foi o primeiro negro a ocupar o cargo de diretor do Balé da Cidade de São Paulo, foi o primeiro negro e estrangeiro a comandar a companhia de dança do Teatro Nacional Alemão, em Weimar, diretor da seção de dança da Bienal de Veneza entre 2005 e 2012.

De acordo com um amigo próximo do artista, Ivo estava internado no Hospital Sírio Libanês há cerca de um mês e chegou a ser intubado por complicações da doença.

Nascido e crescido na Zona Leste da capital paulista, Ivo tinha origem humilde e viu sua carreira internacional deslanchar nos anos 1980, quando o coreógrafo americano Alvin Ailey (1931-1989) se encantou com seu trabalho em uma apresentação na Bahia.

Após se mudar para Nova York, Ivo construiu uma sólida trajetória no exterior e viveu fora do Brasil por mais de 30 anos

Recorde Macabro

Pela segunda vez nesta semana, o país bate recorde de mortes por Covid-19 em 24 horas. O Brasil registrou nesta quinta 4.249 óbitos causados pelo novo coronavírus. Com isso, a média móvel no país, nos últimos sete dias, ficou em 2.820 falecimentos diários. Em comparação com o indicador de 14 dias atrás, a variação foi de 17,5%, indicando tendência de alta nos óbitos pela doença.

O país também registrou 86.652 novos infectados nas últimas 24 horas. Os dados são do mais recente balanço divulgado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). No total, o Brasil já perdeu 345.025 vidas para a doença e computou 13.279.857 casos de contaminação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *