Um morre e seis são presos em operação policial contra facção criminosa em Macaíba.

Ouvir Áudio

Material apreendido com a quadrilha | Foto: Divulgação/Polícia Civil

Durante a manhã desta quarta (14), os policiais da Delegacia Municipal de Macaíba realizaram um cerco em uma região conhecida como “Baixa” e prenderam seis suspeitos de integrarem uma facção criminosa que, segundo investigações, têm participações nos últimos acontecimentos criminosos na cidade. Um adolescente de 16 anos também acabou apreendido na operação. A operação contou com o apoio da Força Tarefa do Ministério da Justiça (FT NUDEM Mossoró/RN – SEOPI).

Os suspeitos tentaram fugir. Um dos envolvidos atirou diversas vezes contra os policiais e acabou sendo atingido. Ele chegou a ser levado para um hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Ele foi identificado como Francisco Moelho Rocha Almeida, 34 anos, e possuía mandado de prisão em aberto.

A investigações da Polícia Civil apontavam que um grupo de criminosos havia chegado à Macaíba vindo de outras cidades para fortalecer a facção e duelarem contra uma facção rival. Essa ação corresponde à 16ª fase da Operação Parabellum, que visa desarticular a ação de organizações criminosas em Macaíba. Essa fase foi iniciada após a prisão, na terça-feira (13), de um dos líderes da facção criminosa, que também é investigado pelo crime de homicídio.

Na Delegacia de Macaíba, os suspeitos foram autuados pelos crimes de:
integrar organização criminosa armada e com a presença de adolescente
tráfico de drogas
associação para o tráfico de drogas
posse ilegal de arma de fogo e munições de uso permitido
receptação e corrupção de menores
Os suspeitos foram encaminhados ao sistema prisional, onde estão à disposição da Justiça. O adolescente de 16 anos apreendido foi levado ao Centro de Atendimento Socioeducativo Provisório (CASEP). Ele já estava sendo investigado e procurado pela Polícia Civil suspeito de envolvimento nos últimos homicídios ocorridos na cidade.

Com informações de G1-RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *