IDOSA DE 100 ANOS VENCE A COVID-19 NO RN E TEM ALTA APÓS 11 DIAS INTERNADA: ‘PRONTA PRO ANIVERSÁRIO DE 101’

Ouvir Áudio

Beatriz de Lima é cardiopata e passou por três hospitais no período de internação. Ela completa 101 no dia 7 de maio.

Idosa de 100 anos vence a Covid-19 e tem alta após 11 dias internada — Foto: Arquivo pessoal

Prestes a celebrar 101 anos de idade, dona Beatriz de Lima tem mais um motivo para comemorar: venceu a Covid-19 e teve alta após 11 dias internada. “Estou pronta pro aniversário de 101, mas esse ano não vai ter festa por causa dessa doença”, disse. A idosa completa 101 anos em 7 de maio.

Cardiopata, dona Beatriz passou por três hospitais no período de internação e foi acompanhada de parto pelos netos e filhos. “Foram dias muitos difíceis porque é muito angustiante ter um familiar internado com essa doença. Mas minha avó é forte e venceu a Covid”, conta a neta Eivânia Ferreira de Lima, de 45 anos.
Dona Beatriz foi internada em 30 de março no Hospital Dr. Percílio Alves, em Ceará-Mirim. O único sintoma era uma cansaço mesmo sem fazer qualquer esforço físico. No dia 5 de abril ela foi transferida para o Hospital de João Câmara, mas sem melhora do quadro foi levada para o Hospital João Machado, em Natal, no dia 8.

A unidade hospitalar é referência em assistência psiquiátrica em todo o Rio Grande do Norte e desde abril de 2020 vem atuando no combate à pandemia da Covid-19. Atualmente, a unidade hospitalar conta com 45 leitos de UTI e 15 leitos clínicos exclusivos para tratamento da doença.
“Nesse período a gente viu muitos pacientes mais jovens que ela em situação difícil por causa da doença. Apesar de ser cardiopata e ter 100 anos de idade, minha avó não teve a forma grave da Covid. O principal sintoma dela foi o cansaço na respiração”, conta Eivânia. No dia 11 Dona Beatriz teve alta do hospital.
Dona Beatriz mora sozinha em Ceará-Mirim, mas após a alta hospitalar foi para a casa de uma das filha. “Ela está ansiosa pra voltar pra casa dela. Disse que quer varrer o terreiro e cuidar da casa. Ela é completamente lúcida, ativa e muito animada, mas por enquanto vai ficar na casa da filha sendo cuidada por ela”, conta a neta Fabiana de Lima, de 36 anos, conhecida como Fabiana Grafitheira.

Dona Beatriz e a neta Fabiana de Lima — Foto: Arquivo pessoal

G1-RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *