Juliette sobre ser nordestina: “Sou estudada, mas onde chego as pessoas me tratam como analfabeta”

Ouvir Áudio

Foto: Reprodução/TV Globo

E mais uma vez Juliette Freire levanta pauta importante no BBB21: sobre ser nordestina em um Brasil que insiste em achar que o Nordeste é seca e pobreza. Durante uma conversa, na madrugada deste domingo (25/4), a advogada e maquiadora falou como se sente e é vista nos espaços que ocupa fora do reality.

“Eu sou uma pessoa estudada, mas onde chego as pessoas me tratam como analfabeta. Me tratam como matuta, como burra. Em muitos lugares, porque eu frequento lugares da alta sociedade, como Rio, São Paulo, Brasília”, afirmou a sister (VEJA AQUI). A paraibana já sofreu xenofobia até mesmo dentro do confinamento, quando, muitas vezes, foi incompreendida e silenciada pelo seu jeito de falar e agir, Juliette foi alvo de xenofobia, após comentários maldosos de Karol Conká, por exemplo.

“As pessoas acham que no Nordeste é mato, seca, jumento é analfabeto, e não é. A nossa cultura é linda, rica”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *