Jovem que aparece em vídeo sendo beijada por 13 pessoas em festa clandestina pede desculpas: ‘arrependida’

Ouvir Áudio

Foto: Reprodução

A jovem que participou de uma festa clandestina em Juazeiro do Norte e que aparece em um vídeo em que é beijada por pelo menos 13 diferentes colegas, sem máscara ou distanciamento, pediu desculpas nesta terça-feira-feira (25).

Por meio de nota, a jovem reconhece que errou e que a atitude dela foi “desrespeitosa”.

A festa foi promovida para celebrar o aniversário de uma pessoa no Bairro Aeroporto, e aconteceu na sexta-feira (21).

O evento ocorreu na região considerada mais crítica para Covid-19 no Ceará, mesmo assim, a jovem recebe uma sequência de beijos no rosto em uma brincadeira em que pergunta “beijo ou tapa”?

“Reconheço que errei, pois, nesse momento, muitos familiares sofrem por seus entes queridos que perderam a vida ou lutam até mesmo por um leito de UTI. Quero pedir perdão publicamente a toda população por minha atitude desrespeitosa, estou muito arrependida”, disse.

A jovem ainda recomendou para que as pessoas não cometam erros iguais e que obedeçam aos protocolos de segurança sanitários para conter o avanço da doença. “Quero também pedir as pessoas que não cometam erros similares, pois, somente seguindo os protocolos de segurança venceremos esse vírus”, afirmou.

‘Vovó é comerciante’
Em outra gravação postada depois da festa, a mesma garota afirma que não se preocupa com a divulgação das imagens e fala “que se der algum problema, tem a vovó que é juíza e pode resolver qualquer problema”. Sobre a declaração, a jovem também esclareceu dizendo que tudo se tratava de uma brincadeira que sua parente é uma comerciante.

“Quero ressaltar que sei da minha responsabilidade social e que falhei, porém, não justifica pessoas de minha família serem responsabilizadas, já que não moro com elas, especialmente a minha avó, que na verdade é uma senhora comerciante aposentada, a qual reportei ser uma autoridade não passou de uma brincadeira na qual também me arrependo, cumpre rigorosamente a quarentena, não tinha conhecimento do ocorrido e repudia veementemente esse tipo de comportamento”.
Em outros vídeos durante a comemoração, os participantes se gravam dizendo que vão passar o celular para outro amigo. Em uma dessas filmagens, um deles diz: “Agora eu vou passar o celular para o cara que vai ser preso”. Segundo a polícia, ele se referia ao aniversariante.

Vinte pessoas intimadas e 30 identificadas

Vinte pessoas foram intimadas por participarem da festa e têm 48 horas para prestar esclarecimentos.

O evento descumpriu o decreto estadual em combate à Covid-19, que proíbe a realização de festas e outras comemorações, seja em ambientes públicos ou privados

Com informações do site: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<