Quatro suspeitos de assaltos morrem em confronto com a PM em Mossoró

Ouvir Áudio

A ocorrência foi registrada no início da noite deste sábado 29 de maio de 2021, na Avenida Abel Coelho, nas proximidades do Viaduto no Conjunto Abolição II em Mossoró, na região Oeste
De acordo com informações, cinco elementos em um carro tipo Ecosport com queixa de roubo, invadiram uma casa no Abolição IV e promoveram um arrastão, roubando pertences das vítimas. Após a ação criminosa, os bandidos fugiram.

Uma viatura do 2º DPRE se deparou com o veículo em fuga e taticamente fez um acompanhamento, passando as coordenadas a outras viaturas, que estavam naquela área. Policias da Força Tática com outra equipe do trânsito, montaram uma barreira no Viaduto.

Ao perceber que estavam cercados, os assaltantes, tentaram fugir, mas acabaram perdendo o controle do volante e bateram o carro em um poste de iluminação pública do canteiro central da via. O poste caiu por cima da viatura do Força Tática. Eles começaram a atirar contra os policiais. Houve revide e na intensa troca de tiros, quatro suspeitos foram baleados e socorridos pelos próprios policiais para o Hospital Tarcísio Maia.

Os quatro não resistiram e morreram ao dar entrada na unidade hospitalar. De acordo com a polícia três suspeitos mortos no confronto foram identificados: Francisco Alisson da Cruz Fortunato, o “Assim” de 19 anos, A.K.L.S de 16 anos, e Dewene dos Santos, conhecido como “Caraúbas” de 20 anos. O outro elemento ainda não foi identificado. Francisco Alisson e Caraúbas tinha passagem pelo sistema prisional por crimes de roubo. Dewene dos Santos, era acusado de ter matado o sargento da reserva da PM Luiz Valdécio Faustino, crime ocorrido em março de 2018 no Bairro Aeroporto em Mossoró.

Os policiais apreenderam três armas, sendo uma pistola e dois revolveres, que estavam com os criminosos, vários celulares das vítimas e recuperou o veículo Ford Ecosport roubado e que vinha sendo usado em vários arrastões na cidade. Todo material foi apresentado na Delegacia de Plantão da Polícia Civil. Os corpos serão examinados no Instituto Médico Legal do ITEP

.(fimdalinha).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *