Policiais fazem novo cerco por Lázaro Barbosa com apoio de cães e helicópteros após uma pessoa ser vista em chácara

Ouvir Áudio

A força-tarefa que busca há 16 dias por Lázaro Barbosa, suspeito de uma chacina no DF, realiza na tarde desta quinta-feira (24) um novo cerco com apoio de cães e helicópteros. A movimentação começou após uma moradora denunciar ter visto “uma pessoa” dentro de uma chácara em Girassol, distrito de Cocalzinho de Goiás. O secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, saiu em um carro descaracterizado para acompanhar as equipes.

“Não tenho [informação nova]. O pessoal está buscando. Uma pessoa foi vista. Não sabemos se foi ele”, disse o secretário na saída da chácara.

Várias viaturas da força-tarefa deixaram a base de comando às 14h45. Agentes disseram à TV Anhanguera que o cerco foi fechado após receberem um pedido de ajuda de uma moradora de uma chácara, que disse ter “visto uma pessoa” cerca de uma hora antes. Ela foi escoltada por policiais federais.

Carros do Comando de Divisas da Polícia Militar (COD) e uma van com mais de 10 policiais seguiram com destino ao bairro Itamar, em Girassol. Bombeiros sobrevoam a área com três helicópteros. Os moradores da região e a imprensa foram impedidos de entrar no perímetro fechado pelas corporações.

Estradas bloqueadas

Uma fila com dezena de moradores se formou na estrada de terra que dá acesso às chácaras, após o caminho ser bloqueado com uma viatura. Eles foram impedidos de entrar pela polícia, que informou que a medida foi tomada para a segurança deles.

A moradora Fabrina Mariellen tinha ido buscar milho para as galinhas e na volta para a chácara foi surpreendida pela barreira. Ela contou que está preocupada porque deixou a filha de 3 anos em casa com o marido.

“Deixei uma filha e esposo. Coração de mãe doendo. Estou muito preocupada. Guarda não deixa passar”, contou.

O servidor público Melquisedeque Barbosa de Castro, de 37 anos, estava levando comida para os cavalos e reclamou do tempo que teve de esperar na fila de carros.

“Estou aguardando há mais de hora. Eles [policiais] não têm previsão de liberar. Tenho que levar comida para os cavalos. Durante o dia já é perigoso. A noite então”, desabafou.

Cães farejadores do Corpo de Bombeiros estão na mata para rastrear vestígios que podem ter sido deixados pelo fugitivo. Veja vídeo abaixo.

Um morador disse que um helicóptero está sobrevoando em uma chácara da região e que há várias viaturas a cerca 8km da barreira montada pela polícia.

Lázaro é suspeito de matar quatro pessoas de uma família em Ceilândia, no DF, e fugir para as matas e Cocalzinho para se esconder.

Fonte:G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *