Médico de 44 anos, vacinado e sem comorbidades, morre de Covid-19.

Ouvir Áudio

O ortopedista Leonardo Oliveira Nobre, de 44 anos, morreu nesta quarta-feira (23), em Curitiba (PR), após contrair Covid-19, mesmo após ter sido imunizado contra o vírus no hospital em que trabalhava. As informações são da revista Crescer.

O Hospital Marcelino Champagnat não sabe exatamente a data em que o médico recebeu a segunda dose do imunizante contra o coronavírus, apenas confirmou que ele havia sido imunizado junto com todos os profissionais de saúde.

De acordo com o Conselho Regional de Medicina do Paraná, o médico não tinha comorbidaes. “Sem comorbidade e imunizado com as duas doses da vacina, ele teve complicações pela Covid-19. Sua morte ele para pelo menos 78 o total de médicos falecidos no Paraná por causa da doença”, disse o CRM-PR.

À Crescer, o infectologista Marco Safadi, presidente do Departamento de Infectologia da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), explica que mortes, mesmo entre pessoas vacinadas, “é um fenômeno que, infelizmente, está dentro do esperado”.

“É importante lembrar que não existe nenhuma vacina 100% eficaz. Todas elas são muito úteis, mas existe o que chamamos de ‘falha vacinal’. Casos graves e até mortes ocorreram e vão ocorrer ocasionalmente”, explica Safadi.

Ainda assim, o infectologista reforça que embora o risco exista, ele ainda é pequeno. “E é importante que se entenda que para cada caso em que a vacina falha, há centenas de outros que ela funciona e previne. Isso acontece com todas as vacinas”, explica.

Fonte: Isto É

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *