Atletas potiguares são convocados para as Paralimpíadas de Tóquio

Ouvir Áudio

Foto: Arquivo/Sadef

O passaporte, já carimbado para muitas viagens nos últimos 6 anos como paratleta, vai ganhar um registro especial. Júnior França, natalense de 25 anos, vai para Tóquio, no Japão, representar o Brasil na paralimpíada. A primeira da carreira dele. “Estou feliz demais. Lutei demais por essa vaga nos últimos 4 anos”, comemora Júnior. A convocação foi confirmada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro, que anunciou a delegação brasileira para os Jogos.

A lista tem ainda mais duas atletas da Sadef. Veterana nas piscinas, Joana Neves vai para sua terceira paralimpíada. Melhor paratleta do Brasil da última década, Joaninha vai em busca de aumentar sua coleção de medalhas paralímpicas: são 4 das duas últimas edições.

Completando a lista de convocados da Sadef, Ana Raquel Lins, do ciclismo. Vai ser a segunda participação dela nos Jogos, a primeira na modalidade – Ana disputou o Triathlon em 2016. “É muito bom reviver essa emoção, agora em outro esporte”, diz Ana.

Além dos atletas, a Sadef será representada pelo técnico Carlos Williams, do halterofilismo.

A Sociedade Amigos do Deficiente Físico do RN, que há mais de 20 anos trabalha a inclusão das pessoas com deficiência por meio do esporte, é referência no paradesporto potiguar e nacional. E teve representantes em todas as seis últimas paralimpíadas, desde Atlanta (EUA, 1996).

MAIS POTIGUARES EM TÓQUIO

Além dos atletas da Sadef, outros atletas estarão em Tóquio. Da Adevirn (Associação dos Deficientes Visuais do RN), foram convocados Arthur Silva (judô) e Thalita Simplício (atletismo), junto com seu atleta-guia Felipe Veloso. Romário Marques (goalball) e Cecília Araújo (natação) são potiguares, mas moram em treinam na Paraíba e São Paulo, respectivamente.

POR PORTAL DA TROPICAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *