Fazendeiro acusado de ajudar Lázaro Barbosa em fuga deixa presídio e põe tornozeleira eletrônica.

Ouvir Áudio

Foto: Ed Alves/CB/D.A Press

O fazendeiro Elmi Caetano, 74 anos, preso por auxiliar na fuga de Lázaro Barbosa, teve sua prisão preventiva revogada pela Justiça na sexta-feira (16/7). Ele foi indiciado em junho pelos crimes de favorecimento pessoal — consiste na ajuda prestada para que o autor do delito não seja alcançado pela autoridade pública — e posse ou porte ilegal de arma de fogo.

Elmi estava detido no presídio público de Águas Lindas de Goiás desde o dia 24 de junho e vai usar tornozeleira eletrônica.

A decisão é assinada pela juíza Luciana Oliveira de Almeida Maia da Silveira. No texto, ela diz não ver perigo na soltura do fazendeiro, que é idoso e tem residência fixa, e ressaltou que a simples suspeita, sem provas de que armas e munições encontradas com Lázaro Barbosa pertencem a Elmi, não seriam suficiente para respaldar o prolongamento da prisão.

“A prisão deve ser substituída por medida mais branda, especialmente por se tratar de réu idoso, com residência fixa, ocupação lícita e sem outras passagens pela seara criminal. Ainda, há nos autos documentos que indicam certa fragilidade na saúde de Elmi, o que deve ser sopesado, considerando que ainda persiste a pandemia do coronavírus”, diz a decisão.

O fazendeiro foi detido no dia 24 de junho após desobedecer uma ordem de parada dada por policiais penais, e foi perseguido pelos agentes até ser interceptado. O inquérito policial apontou que Elmi dificultou o trabalho da polícia e impediu a entrada de policiais na propriedade.

Correio Braziliense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *