10 anos após desastre nuclear, Fukushima recebe 1ª competição dos Jogos Olímpicos

Ouvir Áudio

Foto: ©Tokyo 2020/Estádio Fukushima Azuma

Dez anos depois do maior desastre nuclear da história japonesa, Fukushima recebe a primeira competição oficial dos Jogos Olímpicos de Tóquio: uma partida de softbol entre Japão e Austrália marcada para as 21h desta terça-feira (20) (horário de Brasília), antes mesmo da Cerimônia de Abertura.

A cidade de Fukushima foi escolhida subsede da primeira fase do softbol e do beisebol como parte da estratégia “Jogos da Reconstrução”. Trata-se de uma tentativa do comitê organizador local em mostrar para o mundo que toda a região afetada pelo desastre triplo de 2011 — terremoto, tsunami e vazamento radioativo — está se recuperando.

O problema é que moradores das áreas litorâneas próximas à usina destruída veem com ceticismo esse discurso. Embora o estádio que receberá os jogos fique a 67 quilômetros da central nuclear, em uma área praticamente livre das altas doses de radioatividade, ainda há pequenas cidades total ou parcialmente vazias por causa do desastre de 2011.

Além disso, decisões recentes tomadas pelo governo japonês sobre o decomissionamento — isto é, a desinstalação segura da Usina Nuclear Fukushima Daiichi — irritaram a comunidade pesqueira do Japão e inclusive governos de países da região, como China e Coreia do Sul. E isso contrasta com o tom otimista dos organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Veja mais em G1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *