Universal investiga pastores por auxílio; igreja orientou, dizem religiosos

Ouvir Áudio

A Igreja Universal do Reino de Deus está investigando pastores que teriam recebido o auxílio emergencial do governo federal de forma supostamente irregular. De acordo com reportagem do UOL, os religiosos alegam que foram orientados pela direção da igreja a pedirem o benefício e comunicarem a ela para que o valor fosse descontado de seus salários.

Os pastores não são registrados em carteira e não têm contrato de trabalho. Sem a declaração de renda, o governo não tem como saber e seus vencimentos.

Ainda de acordo com o UOL, que obteve o nome de 69 pastores que teriam recebido o auxílio emergencial, a própria igreja avalia que os pastores cometeram crime, mas os responsabilizam pelos atos, em um áudio atribuído ao bispo Renato Cardoso, genro de Edir Macedo e segundo nome na hierarquia da igreja.

“Mais cinco pessoas saíram da obra…(…) Pessoas vão sair, distorcendo tudo, ao contrário do que ouviram. Pessoas como essas, graças a Deus, a igreja está limpando. A igreja está tomando as providências necessárias judiciais, inclusive em casos em que há indícios de crime contra a igreja, contra o povo da igreja. Estaremos denunciando, fazendo a denúncia-crime”, diz uma das gravações atribuída a Cardoso.

Ainda segundo o UOL, a Universal não reconheceu a autenticidade da gravação, mas profissionais que conviveram com ele na igreja e na TV Record dizem que não têm dúvidas de que a voz é de Cardoso.

Em outros dois áudios atribuídos a líderes da igreja a que o UOL teve acesso, eles recomendam aos religiosos que avisem o departamento de pastores sobre o recebimento do benefício. Em um deles, é pedido um recibo.

Fonte: Isto É

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *