Corpo de adolescente é encontrado no Paraguai sem mãos e com bilhete: ‘os justiceiros estão de volta’

Ouvir Áudio

O corpo de um adolescente de 17 anos, foi encontrado na manhã desta quarta-feira (28) na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, vizinha a Ponta Porã (MS). Um bilhete parecido com o que foi encontrado após a execução do casal na noite de segunda-feira (26) foi encontrado junto ao corpo da vítima.

De acordo com o investigador da Polícia Nacional do Paraguai, Jorge Vidallet, o corpo foi encontrado por moradores, que acionaram as autoridades.

Segundo a polícia, havia sinais de que parte da pele entre o tórax e o pescoço da vítima foi arrancada por mordidas de algum animal, de acordo com o legista; as mãos do adolescente também foram decepadas. O médico também encontrou ferimentos de faca no corpo da vítima.

Amarrado às pernas do jovem, havia um bilhete que dizia: “os justiceiros estão de volta, avisamos que é só o começo da morte dos ladrões” (em tradução do espanhol para o português).

Em entrevista à imprensa paraguaia, a mãe do adolescente disse que os pistoleiros se enganaram e que o filho era um jovem trabalhador e honesto.

Mateo Martínez Armoa, de 21 anos, e Anabel Centurion Mancuelo, de 22, foram executados com mais de 35 tiros em uma choperia na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, vizinha da brasileira Ponta Porã (MS). Assista o vídeo acima e entenda o caso. Horas antes do crime, os paraguaios Mateo e Anabel trocaram declarações de amor nas redes sociais (leia os posts aqui).

Em maio deste ano, um homem não identificado foi executado com tiros de fuzil entre Ponta Porã e Pedro Juan Caballero. Imagens de câmeras de segurança que circularam na internet na época mostram a ação do pistoleiro. O vídeo foi editado e o G1 retirou parte da imagem em que mostra o momento do assassinato e também, para preservar a vítima.

Também em maio deste ano, três homens foram mortos a tiros e os suspeitos pelos assassinatos colocaram cartazes de alerta sobre os corpos com as palavras “não roubem”. O crime aconteceu na cidade paraguaia de Yby Yaú, no departamento de Concepción, próximo a linha internacional de Pedro Juan Caballero, com Ponta Porã, no sul de Mato Grosso do Sul.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *