CASO DJ IVIS: Depoimentos da ex-mulher sobre agressões e ameaça de morte são divulgados:

Ouvir Áudio


Mais relatos de Pamella Holanda sobre as agressões de DJ Ivis vieram à tona neste sábado (7). O colunista Léo Dias, do Metrópoles, divulgou neste domingo, 08, o depoimento completo da ex-esposa e vítima do músico. As declarações aconteceram na Delegacia Metropolitana de Polícia do Eusébio, no Ceará, no dia 12 de julho. Em trecho do relato, Pamella revela que o ex-marido já tentou matá-la com uma faca e também acobertar os crimes.

Pamella contou os momentos de violência física e tortura psicológica sofridos por ela. A vítima também entregou à polícia um pen-drive com as filmagens, que já vieram à público, das agressões. Ainda de acordo com a coluna, o STJ (Superior Tribunal de Justiça) considerou os depoimentos prestados por Pamella e Nágila, a babá que presenciou um dos episódios, como “firmes, coerentes e em harmonia com as demais circunstâncias que envolveram os fatos”.

“A vítima, identificada como Pamella Holanda, relatou que seu marido havia lhe agredido, pela manhã, e em instantes anteriores havia tentado lhe matar com uma faca. Diante daquela situação, ela havia corrido para buscar ajuda na casa de uma vizinha e solicitou que ligassem para a polícia”, relata o depoimento.

Agressões na frente da família

Em outro trecho do depoimento, a ex-esposa do DJ relembrou uma agressão sofrida enquanto estava infectada com o coronavírus, no fim de 2020. “Na data, sua filha era recém-nascida, acreditando que ela tivesse cerca de um mês e meio”, diz. Pamella contou ainda que uma das mulheres que aparecem nas filmagens divulgadas é a mãe dela e, em um segundo vídeo, em que é agredida com um soco nas costas e jogada no chão, o homem é Charles, motorista de Ivis.

Pamella acredita, segundo o depoimento, que o ex-marido tentou se livrar de uma das testemunhas. “Quanto à agressão de que foi vítima no dia 01/07/2021, informa que estava a sós com Iverson no quarto do casal, na casa, em Eusébio; que percebeu que Ives, após tê-la agredido, apressou-se em demitir a babá de nome Nágila, tendo, inclusive, chamado Charles, seu motorista, para levá-la para casa” diz o documento, que acrescenta ainda que a vítima acredita que a atitude foi tomada porque Ivis desconfiava de que a babá havia testemunhado o crime.

Ameaças com faca

Pamella ainda informou aos policiais que Iverson tentou usar uma faca contra ela. “Acrescentou que Iverson saiu de casa, logo após as agressões e retornou, no final da tarde do dia 01/07, como se nada tivesse acontecido, chegando o casal a dormir na mesma cama. No dia 02/07, o acusado desceu à cozinha para tomar o café da manhã. Em seguida, também desceu” detalha o depoimento.

“Assim, enquanto estava na porta de entrada da casa com sua filha, esperando a saída de Iverson, para que pudesse preparar o leite da criança, começou a ouvi-lo, em conversa com a sra Vaneide, governanta, o qual falava sobre abriga do dia anterior”, continua.

Neste momento, ainda conforme o relato à polícia, Pamella teria ido até a governanta e mostrado as lesões em seu corpo, bem como o hematoma no olho esquerdo. Após mostrar os machucados, ela conta que deu um soco no balcão e advertiu Ivis: “Você vai acabar sendo preso” – ao que ele reagiu pegando uma faca em um móvel da cozinha. Conforme o relato, ele foi impedido de continuar com a violência pela governanta.

Quem é DJ Ivis?

Iverson de Souza Araújo, o DJ Ivis, ficou conhecido aos 29 anos, por conta de músicas que ganharam destaque, principalmente no forró. Além de ser DJ, ele também canta e trabalha como compositor. DJ Ivis é autor de músicas como “Volta Bebê, Volta Neném”, “Esquema Preferido” e “Não Pode se Apaixonar”. Ao todo, estima-se que Ivis tenha cerca de 7 milhões de ouvintes, por mês, só no Spotify.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *