Presidente da CPI chama desfile militar de ‘arroubo golpista’ e ataque à democracia

Ouvir Áudio

O Globo / Foto Reprodução

O senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI da Covid, abriu a sessão desta terça-feira (10) com um discurso em que criticou o desfile militar organizado pela Marinha para entregar um convite ao presidente Jair Bolsonaro. Aziz disse que foi uma “cena patética”, que evidenciou “fraqueza” de Bolsonaro. Aziz disse ainda que “não haverá golpe contra a democracia”. Outros senadores também criticaram o ato militar.

O convite que a Marinha entregou é para Bolsonaro participar de um exercício militar em Formosa, cidade goiana do Entorno de Brasília. O exercício ocorre todo ano, desde 1988, e o presidente da República da vez geralmente é convidado.

Só que não é usual, no ato do convite, a Marinha passar com mais de 30 veículos militares na frente do Palácio do Planalto, como ocorreu nesta manhã.

O ato militar ocorreu no mesmo dia em que a Câmara dos Deputados tem previsão de votar no plenário a proposta do voto impresso, defendida por Bolsonaro e aliados. A proposta já foi derrotada na comissão especial, e a expectativa é que perca também no plenário.

Entre os parlamentares, a demonstração da Marinha foi vista como tentativa de intimidação.

“Bolsonaro imagina com isso estar mostrando força, mas na verdade está evidenciando toda a fraqueza de um presidente acuado pelas investigações de corrupção”, afirmou Aziz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *