Ponto eletrônico, tiros e morte: assalto termina em tragédia em Fortaleza.

Ouvir Áudio

Após a prisão de quatro suspeitos pelo latrocínio em um shopping de Fortaleza (CE), o Ministério Público cearense converteu a detenção em prisão preventiva. O crime aconteceu na noite da última sexta-feira (20) durante um assalto a uma joalheria. A funcionária Carol Rocha foi baleada após ser usada de escudo humano pelo bandido e não resistiu aos ferimentos.

De acordo com a Polícia Civil, houve troca de tiros entre os bandidos e um segurança, em horário de pleno funcionamento do shopping. Um dos criminosos entrou armado na loja, enquanto o outro ficou esperando do lado de fora. Outros funcionários foram feitos de reféns. Ainda segundo a polícia, a quadrilha usou ponto eletrônico para se comunicar.

Os envolvidos, incluindo o atirador que matou a vendedora, foram detidos menos de 24 horas depois do crime. As buscas foram realizadas na capital cearense e em Caucaia, região metropolitana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *