Antes de esfaquear menina, aluno pegou em seios de colega, diz polícia

Ouvir Áudio

Goiânia – A motivação para que uma estudante de 15 anos levasse uma facada na nuca teria sido um episódio de assédio sexual sofrido por uma colega da vítima, três dias antes. Repreendido por uma amiga da menina assediada, o agressor, de 16 anos, decidiu revidar. É o que explica o delegado Queops Barreto, que investiga o caso.

Uma aluna de 15 anos levou uma facada na nuca e precisou levar três pontos, na manhã de segunda-feira (23/8), em um colégio estadual do bairro Campinas, em Goiânia. O agressor era outro estudante, que teria déficit de atenção e transtorno bipolar.

De acordo com a investigação, o aluno de 16 anos teria pegado nos seios de uma colega da vítima, na sexta-feira (20/8).

“Essa vítima (da facada) e essa menina (assediada) repreenderam (o estudante). Na segunda, ele levou uma faca para a escola”, explica o delegado.

O adolescente que deu a facada na jovem foi levado para a Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depai). A defesa dele diz que houve bullying.

“Desmaiei de nervoso”

Em um áudio enviado aos colegas, a aluna tranquilizou todos, relatou o ocorrido e disse que já estava bem. Ela conta que havia saído da sala para beber água e, quando retornava, foi surpreendida pelo garoto, que colocou a faca em seu pescoço.

“Eu desmaiei de nervoso, mas estou viva, tomei três pontos no pescoço, estou bem”, diz ela no áudio.

A Secretaria Estadual de Educação (Seduc) informou que as aulas presenciais foram suspensas temporariamente. O Batalhão Escolar foi acionado no momento da agressão.

Equipes especializadas foram até o colégio dar suporte para familiares dos estudantes e há planejamento para desenvolver ações de conscientização sobre assédio e bullying dentro do ambiente escolar, segundo a Secretaria.

Do Metrópoles

Fonte: Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *