Empresa que adquiriu ativos da Petrobras no RN aumentou a produção em 70%

Ouvir Áudio

Foto: reprodução/PetroRecôncavo

Desde que iniciou suas operações em 2019 no Rio Grande do Norte, decorrente do programa de desinvestimento em ativos em terra iniciado pela Petrobras em 2016, a Potiguar E&P, subsidiária da PetroRecôncavo, com sede em Mossoró, tem recuperado a produção dos campos que Petrobras deixou de operar. Em entrevista, à Tribuna do Norte, o diretor de Regulação e Novos Negócios da empresa, João Vitor Moreira, explicou que a empresa já conseguiu aumentar a produção em 70%.

“A Potiguar E&P iniciou a operação em dezembro de 2019. Foram 34 concessões dentro do programa de desinvestimento em ativos em terra iniciado pela Petrobras em abril daquele ano. Começou operando 30 e as outras eram operadas por parceiros como a Sonangol Hidrocarbonetos Brasil, que operava duas. Hoje, já operamos dentro dos próprios ativos trabalhando forte em redesenvolver as reservas de campos maduros e, com isso, aumentamos em 70% a produção nestes campos desde então”, disse o diretor em entrevista à Tribuna.

Ainda segundo ele, “o Polo Riacho da Forquilha, quando era da Petrobras, chegou a produzir 10 mil barris/dia. Agora são 8 mil barris boe/dia com o total de ativos que a nossa companhia opera. Quando a PetroRecôncavo comprou, a produção estava em 3.738 barris de óleo/dia e hoje estamos produzindo 6.530 barris de óleo, ou seja, 75% a mais”.

Portal Grande Ponto com Tribuna do Norte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *