Rio Grande do Norte tem manifestações a favor e contra Bolsonaro

Ouvir Áudio

Foto: Lucas Cortez e Geraldo Jerônimo/Inter TV Cabugi

Manifestantes realizam atos contra e a favor do presidente Jair Bolsonaro, na manhã desta terça-feira (7), feriado da Independência, em Natal. Ambos ocorrem na Zona Leste da capital. A manhã também teve protesto contra o presidente em Mossoró, a segunda maior cidade potiguar.

A Polícia Militar e equipes da Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal e acompanham os protestos e realizam interdições no entorno. A Secretaria de Segurança Pública montou um gabinete para acompanhar os atos. Até a última atualização desta matéria, a pasta informou que todos os eventos ocorreram de forma pacífica.

Ato a favor

O ato a favor do presidente ocorre na Praça Cívica, também na Zona Leste da capital. A maior parte dos manifestantes camisas amarelas e verdes, além de cartazes com mensagens de apoio a pautas como o voto impresso.

Também havia faixas com pedidos inconstitucionais como destituição dos ministros do STF e intervenção militar, além de uma nova constituição. Parte dos manifestantes não usava máscaras de proteção contra a Covid-19.

Inicialmente, o ato estava marcado para às 11h, porém, pouco após às 9h, já havia um grupo concentrado na praça, fazendo orações. Ao longo da manhã, carreatas que saíram de outras partes da capital e cidades do interior do estado chegaram à praça.

Atos contra o presidente

O ato do movimento “Grito dos Excluídos” – contrário do governo e convocado por partidos de esquerda, sindicatos e movimentos sociais – começou por volta das 9h na Praça das Flores. A maior parte dos participantes usava máscaras, mas houve pontos com aglomeração.

Por volta das 10h, os manifestantes saíram em caminhada com destino à Praia do Meio, também na Zona Leste. No ato, os manifestantes pediam a saída do presidente, como principal pauta. A manifestação foi encerrada por volta das 11h.

Mossoró

A segunda maior cidade do Rio Grande do Norte, Mossoró também teve um ato contrário ao presidente, pela manhã. A concentração do “Grito dos Excluídos” – convocado por movimentos sociais e partidos políticos – ocorreu em frente à central de abastecimento do município – a Cobal. Os manifestantes chegaram por volta das 7h30.

Um grupo de atores encenou uma peça fazendo críticas ao presidente. Em seguida, com bandeiras, além de faixas e cartazes pedindo mais emprego, vacina, comida e educação, os manifestantes saíram em passeata pelas ruas da cidade. O ato foi encerrado por volta da 09h30. Veja mais fotos em G1RN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *