Venda de ativos da Petrobras no RN rendeu R$ 2,38 bilhões

Ouvir Áudio

Nos últimos vinte meses, a Petrobras vendeu R$ 2.382,86 bilhões (cerca de US$ 603,9 milhões) em ativos no Rio Grande do Norte, considerando a cotação da época de finalização das transações, entre 9 de dezembro de 2019 e 29 de julho deste ano. A concretização de vendas perdeu ritmo no último ano. Entre julho de 2020, quando a empresa somava R$ 2,123 bilhões em áreas vendidas, e o fim de julho passado, cresceu apenas 12,24%.

De acordo com planilha do Privatômetro, os últimos campos petrolíferos transferidos à iniciativa privada foram em 15 de julho de 2020, quando a Petrobras concluiu a venda total de sua participação (100%) nos campos terrestres Ponta do Mel e Redonda, em Areia Branca. Depois, a estatal vendeu sua participação nas usinas eólicas Mangue seco 1, 3 e 4 (abril de 2021), Mangue Seco 2 (maio de 2021), e na Termelétrica Potiguar (julho de 2021). No caso das eólicas, a venda somou 178,9 milhões. Já na Termelétrica Potiguar, onde a estatal vendeu os 20% de sua participação à Global Participações Energia S.A. (GPE), o valor recebido foi da ordem de US$ 16 milhões, o equivalente a R$ 81,3 milhões.

A estatal ainda mantém, no Rio Grande do Norte 26 campos onshore e offshore, em produção; e um total de 1.100 empregados. No Polo Macau, foram vendidos sete campos terrestres e marítimos, em maio de 2020, e no Polo Pescada, três campos de água rasas, em julho de 2020.

Tribuna do Norte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *