Pediatra é morto a tiros em consultório no interior da Bahia; vídeo mostra correria de pacientes após ouvirem disparos

Ouvir Áudio

As câmeras de segurança da clínica em que o médico pediatra Júlio César de Queiroz Teixeira, 44 anos, foi morto, na manhã de quinta-feira (23), na cidade de Barra, oeste da Bahia, flagraram o momento que os pacientes ouviram os disparos, que aconteciam dentro da sala de atendimento e correram.

As imagens mostram que o médico foi morto por volta das 8h30. Entre os pacientes que aguardavam na recepção da unidade médica, estavam homens, mulheres, idosos e crianças.
Também é possível ver o suspeito de cometer o crime deixando a sala de atendimento. O homem usava um capacete e estava vestido com uma calça jeans e uma camisa cinza.

Duas mulheres e uma criança estavam no consultório quando o suspeito entrou e disparou várias vezes contra o médico, segundo a polícia. Um dos tiros atingiu a cabeça de Júlio César.

Ele chegou a ser socorrido por outros funcionários da clínica e levado para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos. Só o médico foi baleado.

Comparsa ajudou atirador

A Polícia Civil de Barra disse que um homem, que seria o comparsa do atirador, o aguardou do lado de fora da clínica para ajudar na fuga. Os dois saíram do local em uma moto. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) fez a perícia na manhã de quinta-feira.

Ainda não há informações sobre o que motivou o crime, nem quem são os suspeitos. Júlio César era natural da cidade de Xique-Xique, município vizinho de Barra. Não há informações sobre o sepultamento dele.

Do SBT News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<