Vídeo: funcionário de lanchonete tem orelha mordida e arrancada por cliente

Ouvir Áudio

Após ter o pedido negado para comprar cervejas fiado na madrugada de sexta-feira (1º/10), um cliente brigou e arrancou com mordidas a orelha do funcionário que trabalha no local. A lanchonete fica localizada em São José da Tapera, no Sertão de Alagoas.

A mãe de Guilherme Souza Santos, 20 anos, o funcionário que foi vítima da agressão, estava no local e presenciou a violência.

No vídeo é possível ver o momento em que o cliente, que não foi identificado, aparece no balcão agredindo primeiro o funcionário que impediu a venda das cervejas. Outros funcionários tentam impedir a ação.

Assista o vídeo:

As câmeras de segurança do estabelecimento registraram as agressões e mostram o momento em que a mulher aparece desesperada ao ver o filho.

Os funcionários relataram que o cliente entrou no estabelecimento alterado e agrediu os funcionários quando foi impedido de levar cervejas sem realizar o pagamento. Segundo Guilherme, não há autorização para vender nada fiado no local, por isso negaram o pedido.

Funcionários conseguiram colocar o agressor para fora do local, mas ele ainda tentou voltar para continuar a violência. De acordo com os funcionários, ele é um cliente frequente do local, mas nunca agrediu ninguém até esta ocasião.

Cabeçadas

Ao Portal G1, Carlos Eduardo, outro funcionário agredido, contou como aconteceu o caso: “Eu fui o menino que ele veio para cima primeiro. Ele meteu a cabeça dele na minha, feriu a minha boca. A minha cabeça ficou doendo. Assim que ele veio em cima de mim, os meus amigos funcionários vieram me ajudar, e assim começou a briga. O meu [machucado] não foi muito, porém dói demais. O pior é o do meu amigo”, relatou.

Em nota, o estabelecimento repudiou as agressões e que estão em colaboração com autoridades para a resolução do caso.

Carlos Eduardo espera que o homem pague pelas agressões. “Só quero que ele pague pelo que fez com a gente. Estou muito mal pela situação”.

Do Metrópoles.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<