Vídeo. Ladrões invadem garagem e tentam atirar na cabeça de mulher

Ouvir Áudio

Policiais da Divisão de Repressão a Roubos e Furtos (DRF) deflagraram operação para prender um trio de ladrões envolvido em uma tentativa de latrocínio ocorrida em 10 de junho, no Setor Habitacional Arniqueiras. Quando tentaram render a motorista, ela fugiu e um dos criminosos tentou atirar, mas a arma falhou. Toda a ação foi filmada por câmeras do circuito interno da residência.
Os criminosos foram presos temporariamente nessa quinta-feira (30/9) e ouvidos na Coordenação de Repressão a Crimes Patrimoniais (Corpatri). A operação Falsa Entrega apurou que, na noite do crime, a dupla de ladrões se aproximou da casa da vítima em uma motocicleta.

Quando a motorista entrou na garagem com o veículo, um dos criminosos saltou da garupa da moto, entrou na propriedade e anunciou o assalto. A vítima engatou a marcha à ré e conseguiu fugir. Em meio à saída do carro da garagem, o criminoso tentou disparar contra a cabeça da vítima, mas a arma de fogo falhou.

Falsa entrega

A Corpatri apurou, ainda, que após o roubo frustrado, nos dias 15 e 22 do mesmo mês de junho, os criminosos rondaram a casa da vítima. Em ambas as ocasiões, um dos criminosos usava uma bolsa com a logomarca de um aplicativo de delivery. O homem foi preso em flagrante em 25 de junho de 2021.

Ele conduzia a motocicleta usada no assalto, que era produto de crime e ostentava placa clonada. A mesma moto foi utilizava durante a vigilância do dia 15 de junho, quando teve a placa anotada pela vítima. Em poder do criminoso também foi localizada uma arma de fogo, do tipo pistola, com sinais identificadores suprimidos, bem como um celular roubado.

Na manhã de hoje, o criminoso preso no dia 25 e os outros dois comparsas foram presos temporariamente, em cumprimento a mandados expedidos pelo Juiz da Vara Criminal de Águas Claras. A polícia também cumpriu cinco mandados de busca. As medidas ocorreram nas cidades de Ceilândia e de Samambaia.

Veja os criminosos sendo presos:

De acordo com o diretor da DRF, delegado Fernando Cocito, dois dos presos já se envolveram em outros delitos de roubo, homicídio e porte ilegal de arma de fogo. “Os delinquentes sabiam que a vítima era empresária e a seguiram por alguns dias. Chama atenção a ousadia dos criminosos, que tentaram roubar a mesma empresária duas vezes. No entanto, responderão pelos crimes”, disse.

Do Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<