Mulher alerta que short jeans apertado a levou à UTI com quadro de sepse

Ouvir Áudio

Uma mulher dos Estados Unidos chamou a atenção on-line ao explicar como um short jeans apertado a levou para a UTI.

Em vídeo postado no último domingo (3), a usuária identificada apenas como Sam, da Carolina do Norte, disse ter sofrido uma infecção bacteriana dolorosa na pele e que o quadro evoluiu para uma sepse, infecção generalizada no corpo, o que a deixou internada por uma semana.

A mulher, de 25 anos, compartilhou a história no TikTok. Ela disse ter usado a roupa justa demais, que a fazia se sentir fantástica, em um encontro que durou o dia inteiro com o namorado. A roupa tinha sido comprada em promoção numa loja há pouco tempo. “Achei que era o short mais legal de todos os tempos”, conta.

O passeio durou cerca de 8 horas. Ela conta que estava se divertindo tanto que não se importou com o fato de que a lingerie que usava sob a peça estava friccionando a pele, causando desconforto. “Eu estava usando uma cueca de menino, e o tecido ficava entrando entre as nádegas e eu ficava puxando o tempo todo”, contou, alegando ter sentido dor ao chegar em casa.

“Naquela noite, percebi um inchaço no local do atrito e, com o passar do tempo, começou a doer mais”, disse ela ao BuzzFeed. “A dor era isolada em um ponto e era latejante e penetrante”. O incômodo continuou e, dias depois, Sam procurou atendimento médico. “Eles me deram antibióticos para uma possível infecção de pele entre as nádegas”.

No dia seguinte, como a dor não cedia, a mãe a levou correndo ao pronto-socorro. E, então, que descobriu estar sofrendo um choque séptico. “Eu estava tremendo, sem fôlego, não conseguia andar e tinha dores extremas no corpo. Eles me internaram na UTI e foi aí que percebi que era mais sério do que eu imaginava”, disse ela. Após alguns exames, os médicos a diagnosticaram com sepse e celulite infecciosa.

A celulite é uma infecção bacteriana da pele comum, que pode ser causada quando uma ferida (arranhão, esfolamento) é exposta a bactérias. Os sintomas incluem vermelhidão, inchaço e dor. Se eles não regridem, a condição pode evoluir e causar sepse, que é uma reação exagerada do organismo ao patógeno invasor, que pode levar à morte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<