Imagens mostram momento em que PM e amigo são mortos

Ouvir Áudio

Novas imagens mostram o momento em que um policial e um amigo são executados em São Paulo. No vídeo, é possível ver um homem que atira e corre. Depois, um motorista em uma Fiorino tenta escapar e também morre, ambos em um ponto de comércio de drogas de Franco da Rocha, na região metropolitana de São Paulo.

O policial militar, identificado como Marlon Fernandes Meireles, de 27 anos, e o outro homem, de 24 anos, identificado apenas como Gustavo, morreram baleados na estrada Municipal para Parnaíba, na Vila Machado, em Franco da Rocha, por volta das 22h desta terça-feira (5).
Um terceiro homem, que também participou do tiroteio, ainda não foi identificado nem localizado, segundo informações da Polícia Civil. De acordo com informações da Record TV, o PM estava acompanhado de um amigo. Eles chegaram ao local, um conhecido ponto de venda de drogas na região, em uma Fiorino Branca.

A dupla iniciou uma conversa com uma terceira pessoa que estava no local. Após alguns instantes, foi iniciada uma troca de tiros entre o policial e o homem.

O agente caiu ferido e Gustavo também foi alvejado. Ele ainda dirigiu por alguns metros, mas acabou colidindo o carro contra um muro. As vítimas foram socorridas e enviadas à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Jordanésia, mas não resistiram aos ferimentos.

De acordo com a Policia Militar, a corporação foi acionada para atender a uma ocorrência de disparo de arma de fogo. Quando as equipes chegaram, encontraram o PM caído e o outro homem também baleado dentro do carro. Uma carteira com documentos foi encontrada no local e, por meio dela, Marlon foi identificado.

Testemunhas disseram aos policiais que o outro homem que participou da troca de tiros foi socorrido e levado em uma Saveiro prata.

A polícia investiga agora em qual unidade de saúde esse homem pode ter sido atendido e o motivo que possa ter dado início ao tiroteio. Diversas cápsulas estavam espalhadas pelo chão. A arma do agente, uma pistola calibre .40, foi localizada e apreendida.

O caso foi registrado na Delegacia Central de Franco da Rocha, que solicitou exames periciais. As investigações continuam.

Do R7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *