Embriagado, homem sofre acidente de carro e perde o pênis

Ouvir Áudio

Um americano perdeu o pênis depois de sofrer um acidente de trânsito quando dirigia embriagado. O acidente aconteceu em maio de 2014, mas Paul Berry, de 29 anos, revelou os detalhes do caso somente agora. As informações são do jornal Metro.

Cirurgiões precisaram remover o órgão genital e um dos testículos de Berry para salvar a sua vida. Assim, o homem ficou impossibilitado de ter filhos.

A vítima está totalmente recuperada da amputação genital e falou sobre os perigos de dirigir alcoolizado: “Eu quero contar ao mundo sobre o preço emocional que isso causou e sempre vai ter sobre mim. Mudou para sempre a minha vida de uma forma que eu não desejaria ao meu pior inimigo”.

O tratador de cães viaja de casa, em Saint Louis, cidade do estado do Missouri (EUA), para ver a então namorada, em Columbia, Illinois. Paul havia bebido com um amigos, mas afirmou que estava acostimado a tomar “bebidas fortes” antes de pegar a estrada.

O acidente

Acredita-se que Paul tenha adormecido enquanto dirigia ou derrapado na chuva ao pegar a saída da rodovia, depois de cruzar uma ponte por volta das 2h da madrugada. O homem perdeu o controle do veículo, que capotou quando ele tentou corrigir o rumo.

“[O carro] Capotou algumas vezes e eu fui ejetado pela janela traseira. Então, eu acabei voando e o veículo continuou rolando. Eu bati no chão e o carro parou de capotar bem em cima de mim”, relatou.

Um motorista de caminhão encontrou a vítima e pediu ajuda a outras pessoas para tirar o carro de cima de Paul. O rapaz foi levado de helicóptero para o Hospital Universitário St Louis, no Missouri. Lá, foi colocado em coma induzido.

Paul também quebrou o pescoço, quadril, duas costelas, mandíbula e nariz e ficou uma lesão cerebral, além da lesão genital.

O coma durou cinco semanas e, durante o período, os cirurgiões tentaram reconstruir o órgão genital. Entretanto, o paciente entrou em leucocitose, em que muitos glóbulos brancos inundam a área ferida. Esse quadro poderia ter matado Paul.

Os médicos precisaram realizar uma amputação de emergência, deixando o homem com apenas um coto, que ele afirma diz ainda proporcionar alguma sensação. Paul está solteiro e ainda luta contra o medo de conhecer alguém. O rapaz também espera ter verba no futuro para fazer um transplante de pênis.

Fonte: Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<