Uma mulher confessou, no dia 19 de outubro, que matou seu pai no ano de 2015, na Paraíba. Ela afirmou que havia sido estuprada por ele, e por conta disso, resolveu se vingar “fazendo justiça com as próprias mãos”.
Num acesso de contas, ela o esfaqueou e bebeu todo seu sangue, e só não fez coisas ainda mais piores porque não teve coragem.

Inclusive, ao chegar em casa, de moto, ela disse para a mãe que ”não iria mais vê-la”, pois já havia pensado em matar seu progenitor há algum tempo, após ter sido estuprada.

Ainda no vídeo, mesmo estando já presa, ela não se arrependeu do que fez, e disse que ainda queria arrancar a cabeça do pai abusivo e empalá-lo em uma estaca, mas não conseguiu.

Vale lembrar que fazer justiça com as próprias mãos não é uma forma positiva de se resolver um crime, e que nesses casos, é necessário procurar a Polícia ou a Delegacia da Mulher, e fazer um boletim de ocorrência.

Do Correio do Interior.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui