A Polícia Civil vai investigar a denúncia de que, nessa quarta-feira (28/10), um homem de 26 anos matou dois filhotes de cachorro na zona rural de Pedro Leopoldo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O suspeito, que disse morar em uma clínica para dependentes químicos na região, confirmou ter matado os animaizinhos, segundo policiais militares.

O caso ocorreu pela manhã na ponte perto da Cachoeira do Urubu. De acordo com a Polícia Militar (PM), testemunhas denunciaram ter visto o homem debaixo da passagem afogando os cães e passaram as características dele.

O suspeito foi visto pelos policiais na estrada que leva à localidade. Ele tentou fugir pelo mato, mas acabou detido.

Segundo o boletim de ocorrência, ele disse que consumiu bebidas alcoólicas e seguia da cachoeira para a clínica. Ao passar perto da ponte, os dois filhotes começaram a segui-lo. Ele se incomodou com a presença dos animais e, conforme a PM, desceu a ponte com os cachorros, os enforcou com uma corda e jogou na água para que se afogassem. Quando percebeu que eles estavam mortos, jogou os corpos no rio.

Ainda de acordo com a polícia, o jovem disse que várias pessoas que estavam na ponte gritaram para ele parar, mas continuou porque estava nervoso com os filhotes. Nenhuma testemunha foi encontrada, nem os corpos dos cãezinhos. Ele recebeu voz de prisão por maus-tratos a animais e foi levado para a Delegacia de Polícia Civil de Pedro Leopoldo.

A assessoria de imprensa da Polícia Civil informou que foi instaurado procedimento investigativo para apurar o crime. “A PCMG esclarece que os corpos dos animais não foram encontrados e não houve a identificação de testemunhas sobre o fato, desta forma, o homem, de 26 anos, foi ouvido e liberado por não haver indícios de materialidade delitiva. Os trabalhos investigativos encontram-se em andamento na Delegacia de Polícia Civil do município”, detalhou a instituição.

Estado de Minas

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui