Pai atropela filho de 1 ano em Alagoas

Ouvir Áudio

O empresário Sílvio Araújo, de 35 anos, quase atropelou o próprio filho de 1 ano e 10 meses, em Arapiraca (AL). Ele estava saindo de casa com o carro, não viu a criança e chegou a bater nela, mas nada grave aconteceu. Pessoas desconhecidas o alertaram sobre o perigo.
A situação aconteceu no último sábado (23), mas o vídeo só viralizou nesta quarta-feira (27). Em entrevista ao portal g1, Sílvio explicou que foi tirar o carro da garagem antes do resto da família, por isso não esperava que o filho estivesse ali. Como o carro é alto, não conseguiu ver a criança.

A esposa de Sílvio chegou a sair de casa com a criança, mas voltou rapidamente e deixou o menino na garagem. Foi quando aconteceu o susto.

“Eu pensei que meu filho tinha voltado, mas não, ele ficou perto tentando empurrar o carro, simulando uma brincadeira, mas eu não vi. Eu tava dando a ré, e eu não percebi. Esperei alguns carros passarem e mesmo assim eu não vi que ele estava na frente do carro. Foi no momento que minha esposa estava saindo de casa e algumas pessoas em um carro ficaram buzinando, e eu não entendia. Foi nesse momento que parei de dirigir. Foi um susto.

O pai conta que ficou em choque logo depois que percebeu o problema. “Fiquei sem reação, imóvel, não consegui identificar as pessoas, parei completamente. O único movimento que consegui fazer foi baixar o vidro. Passou um filme na minha cabeça. Depois, com um tempo, consegui tirar o carro da rua. Aprendi muito com isso. Gratidão a Deus e às pessoas que buzinaram, eles são os verdadeiros heróis, anjos disfarçados de homens”.

A criança teve um ferimento leve na queda e não precisou ir para o hospital. Agora Sílvio faz um alerta para os pais, que não podem deixar as crianças pequenas descuidadas por sequer um segundo.

“Ficou o alerta para outras pessoas que tem filho em casa, animais de estimação também, que tenham o máximo de atenção. Deixem as crianças em segurança em casa antes de qualquer coisa. Eu aprendi muito, foi um livramento de Deus, uma demonstração de um milagre”, concluiu Sílvio.

Do Isto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *