Padrasto é preso por suspeita de estuprar e matar menina de 2 anos

Ouvir Áudio

Uma menina de 2 anos foi morta na zona oeste de São Paulo, e o padrasto dela foi detido por suspeita de estuprar e depois assassinar a garota, segundo informações do Cidade Alerta, da Record TV.

Laurinha morava com a mãe, Keise, o padrasto, Rafael, e duas irmãs. No fim do mês ela completaria 3 anos. Keise trabalhava durante a noite, em um hospital. Quem tomava conta das crianças enquanto ela estava fora era Rafael.

Durante a madrugada, os vizinhos escutaram choro de criança vindo da casa, mas não imaginaram que fosse algo grave. Pela manhã, Rafael pediu ajuda, disse que Laurinha tinha caído da cama e estava desmaiada. Os vizinhos ajudaram o padrasto a levar a menina até uma unidade de saúde, mas, chegando lá, descobriram que Laurinha já estava morta.

A médica começou a examinar o corpo da garota e percebeu que ela havia sido vítima de abuso sexual. A polícia foi chamada, e Rafael foi preso em flagrante.

Os vizinhos relataram que já haviam notado que Rafael era violento com a esposa e também com os filhos. A mãe de Laurinha deve ser chamada para prestar depoimento e esclarecer as denúncias de que a menina já teria sido agredida por Rafael outras vezes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *