Chef de cozinha morre após ser agredido em briga por celular na Feira do Guará, no DF

Ouvir Áudio

Ricardo Menezes Silva morreu após ser agredido em briga na Feira do Guará, no DF — Foto: TV Globo/Reprodução

O chef de cozinha Ricardo Menezes Silva, de 40 anos, morreu após ser agredido em uma briga por Bruno Sales de Melo e Silva, de 30 anos, no sábado (7), na Feira do Guará, no Distrito Federal.
Segundo testemunhas, os dois estavam bebendo juntos em um bar e, por volta das 11h30, iniciaram uma discussão. Em seguida, foram até o estacionamento, onde trocaram socos e chutes.

A Polícia Civil afirma que a briga foi por conta de um celular. Ao perceber a gravidade das agressões, o próprio suspeito tentou reanimar a vítima, sem sucesso. Os bombeiros também tentaram socorrer Ricardo por cerca de 40 minutos, mas ele não resistiu a uma parada cardiorrespiratória.

Bruno Sales foi preso em flagrante e, segundo o delegado Paulo Márcio, da 1ª Delegacia de Polícia, na Asa Sul, foi autuado por homicídio qualificado, por motivo fútil. Ele alegou que agiu em legítima defesa.

Após o crime, o local ficou sob os cuidados da Polícia Militar. A vítima deixa dois filhos. Parentes de Ricardo estiveram no local e ficaram comovidos. Segundo a família, ele cresceu no Guará, era conhecido na região e pretendia abrir um restaurante em breve.

Do G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *