Uma empresária foi estuprada enquanto trabalhava na própria loja, em Santa Rita do Sapucaí, no Sul de Minas, nessa quinta-feira (11). O suspeito se passou por cliente, fingiu estar interessado em comprar uma roupa e violentou Fernanda Aparecida Silva. Ao BHAZ, ela conta que está fazendo uso de remédios diante da violência sofrida.

O crime foi praticado à luz do dia, por volta das 10h. “Ele chegou na loja como qualquer outro cliente e pediu para ver camisetas masculinas”, relata Fernanda.

No momento em que o homem entrou no estabelecimento, a empresária separava algumas peças para postar nas redes sociais. “Mostrei pra ele as camisetas e ele começou a olhar em redor da loja e me fazer umas perguntas idiotas. De repente, mandou eu ir para o provador”, diz. Fernanda conta que jamais pensava que seria alvo de um crime sexual, mas sim assaltada.

“Fui para onde ele mandou, pois pensei que tudo se tratava de uma tentativa de assalto. Quando cheguei no provador, ele mandou que eu abaixasse a minha calça. Recusei na hora”, conta a empresária. Mesmo assim, o suspeito conseguiu tocar nas partes íntimas de Fernanda.

O homem só parou após a vítima ter dado um murro no peito dele. “Falei: ‘Sai daqui seu nojento, senão vou gritar’. Ele saiu e chamei a polícia”. Imagens do circuito de segurança registraram a presença do suspeito na loja e o momento em que ele obriga Fernanda a entrar em um dos provadores da loja.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui