Modelo denuncia ‘nudes’ vazados e vendidos na internet

Ouvir Áudio

Modelo do DF teve fotos vazadas e vendida na internet — Foto: Arquivo pessoal

Uma modelo do Distrito Federal procurou a Polícia Civil após ter fotos íntimas vazadas e vendidas na internet. Jéssica Constantino, de 30 anos, trabalha com conteúdo adulto e diz que “nudes” dela estão sendo usados até para promover “vaquinhas virtuais” (entenda abaixo).

Ao g1, Jéssica contou que trabalha em uma plataforma que, mediante pagamento, disponibiliza fotos e vídeos feitos por ela. No entanto, segundo a modelo, há cerca de três anos um assinante passou a usar, indevidamente, imagens dela para aplicar golpes onde as imagens são vendidas em redes sociais e também usadas em campanhas para arrecadar dinheiro.

“Em uma vaquinha, arrecadaram R$ 5 mil”, diz Jéssica.

O caso é investigado pela 13ª Delegacia de Polícia (Sobradinho), como estelionato e crimes praticados pela internet. O delegado Hudson Maldonado diz que a ocorrência envolve “investigação tecnológica”.

“Estamos tentando fazer o rastreamento do site. É a principal linha de investigação”, conta o delegado.

Contas ‘fakes’ e golpes

Segundo a modelo, os golpes começaram quando ela perdeu a conta oficial em uma rede social, que tinha mais de 1 milhão de seguidores. “Com essa desativação, ficou mais fácil fazerem contas fakes [falsas] minhas e enganar meu público”, relata.

Jéssica acredita que uma pessoa se passa por ela para aplicar os golpes. “Quero que essa pessoa seja presa. Não estou preocupada com dinheiro que arrecadaram no meu nome. Quero que o correto seja feito”, diz a modelo.

Denúncia

Moradora de Sobradinho, Jéssica tem um filho de 3 anos. Ela conta que, em um dos golpes, usaram fotos dela com a criança para pedir dinheiro na internet.

“Fiquei possessa. A princípio, não estava dando tanta importância pra essa situação. Porém, a partir do momento que colocaram meu filho no meio, a situação mudou”, diz.

Jéssica diz ainda que recebeu de seguidores imagens de transações com uma pessoa que se passou por ela. Na conversa, o suspeito negocia 10 fotos e cinco vídeos da modelo por R$ 150 (veja acima).

Em outra publicação, a pessoa que se passa pela modelo chegou a anunciar uma “promoção de Natal”, com venda de fotos e vídeos. Além disso, há duas vaquinhas que mostram que foram arrecadados mais de R$ 3 mil com as fotos.

Do G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *