MC Black foi encontrado morto na Praia da Leste-Oeste, em Fortaleza. — Foto: Arquivo pessoal

O cantor de funk Francisco Ytalo Oliveira de Queiroz, conhecido como MC Black, foi encontrado morto na manhã desta quarta-feira (24) na Praia da Leste-Oeste, na altura do Bairro Moura Brasil, em Fortaleza.
O MC estava desaparecido desde a última segunda-feira (22), quando saiu de casa dizendo que ia para a Praia de Iracema gravar conteúdos para divulgar nas redes sociais.

Segundo familiares, o cantor saiu de casa por volta das 8h, passou em uma agência bancária para sacar dinheiro e, logo em seguida, foi para a Praia de Iracema. Ele disse para alguns parentes que às 11h já estaria em casa. No entanto, o cantor não voltou e familiares começaram a procurá-lo através do rastreador da motocicleta dele.

O aparelho indicou que a moto estava na Praia de Iracema. Os parentes do MC foram até o local, mas não o encontraram. Ainda na praia, populares informaram aos familiares que viram dois homens com pedaços de pau obrigando o cantor de funk a andar. Segundo as testemunhas, eles colocaram o MC dentro de um carro e, desde então, o cantor ficou desaparecido. O corpo foi encontrado boiando na Praia da Leste-Oeste.

MC Black tinha 20 anos e estava se preparando para seu primeiro show, que aconteceria no dia 3 de dezembro no Bairro Bonsucesso, em Fortaleza. Ele completaria 21 anos na sexta-feira (26).

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que uma equipe do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil, atendeu a ocorrência do achado de cadáver. O corpo foi encontrado por populares no mar e levado para a faixa de areia. Ele apresentava lesões possivelmente feitas por objeto perfurocortante.

A Polícia Militar do Ceará (PMCE) e a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) estiveram no local. Um procedimento foi instaurado no DHPP, que apura as circunstâncias do crime.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

As denúncias também podem ser encaminhadas para o telefone (85) 3257-4807, do DHPP, que também é o WhatsApp do Departamento. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Do G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui