Mulher que matou grávida e arrancou bebê é condenada a 57 anos de prisão.

Ouvir Áudio

Acusada de ter matado a amiga grávida e arrancado o bebê de novo meses do corpo da vítima em agosto de 2020, Rozalba Grime foi condenada a quase 57 anos de prisão pelo Tribunal do Júri que teve sessão na Câmara de Vereadores de Tijucas, na noite desta 4ªfeira (24.nov). Ela respondia por homicídio qualificado e tentativa de homicídio qualificado.

O crime bárbaro aconteceu em Canelinhas, na Grande Florianópolis. Flávia Mafra, de 24 anos, era amiga da assassina. Ela foi atraída para um galpão por Rozalba, onde acabou golpeada com tijoladas até perder a consciência. Já desmaiada, a vítima teve a barriga de 9 meses de gestação aberta por um estilete. Rozalba chegou a acionar o serviço de emergência para informar que havia dado a luz em praça pública, mas o crime acabou sendo revelado quando equipes médicas constataram lesões profundas no corpo do bebê e a polícia recebeu um aviso de desaparecimento de Flávia.

Ao descobrirem que as duas eram amigas, Rozalba foi presa e confessou o crime premeditado. De acordo com a condenada, ela e vítima eram amigas há anos e, depois de sofrer um aborto, após dois meses de gestação, forjou o restante da gravidez e começou a cogitar o assassinato da amiga em razão das datas próximas de gestação.

Do SBT News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *