Procon Natal registra queda no preço da gasolina comum na capital potiguar; veja os números

Procon Natal registra queda no preço da gasolina comum na capital potiguar; veja os números

O Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor – Procon Natal realizou na segunda quinzena do mês de outubro pesquisa de preço de combustíveis na cidade do Natal. A pesquisa identificou uma redução de R$ 0,53 no preço da gasolina comum, uma vez que o preço médio encontrado na pesquisa de setembro para esse combustível foi de R$ 6,15 e neste mês de outubro o preço médio na bomba foi de R$ 5,61, e isso representa uma redução para o consumidor de um mês para o outro de (-8,60%).

O gás veicular foi o único combustível que manteve seus preços inalterados em relação ao mês anterior em média o preço médio em m3 foi de R$ 4,76, a redução foi observada para os demais combustíveis pesquisados, o diesel comum e aditivado foi identificado as menores reduções com variação negativa de (-1,16%) e (-1,71%), em reais a redução para o consumidor foi de R$ 0,07 e R$ 0,11, respectivamente.

Já a redução da gasolina aditivada em reais foi de R$ 0,52 e uma variação de (-8,35%), nesse mês o preço médio foi de R$ 5,67 e no mês passado o preço médio era de R$ 6,19. Para o etanol o preço médio no mês de setembro foi de R$ 4,83 e nesse mês de outubro a pesquisa encontrou um preço médio de R$ 4,47, ou seja, uma varição negativa de (-7,41%) em reais a redução chegou a R$ 0,36.

O Núcleo de pesquisa analisou os dados e identificou mais uma vez situações de maior e menor preço nos postos de combustíveis onde o consumidor deve observar na hora de abastecer seu veículo. E para isso, realiza pesquisa de preço de combustível mensalmente em 84 (oitenta e quatro) postos de gasolina na cidade do Natal, contemplando as quatro regiões da cidade, analisando os preços entre o mês atual e o anterior. As planilhas contendo todos os dados de preço, média, e variação, bem como os estabelecimentos pesquisados, para todos os combustíveis, dentre outras informações, podem ser obtidas através do endereço eletrônico http://www.natal.rn.gov.br/procon/pesquisa. É permitido cópia dos dados da pesquisa, desde que seja citada a fonte: Núcleo de pesquisa Procon Natal. No entanto, é vedada a utilização deste material, integral ou parcial, para fins de anúncio publicitário comercial de qualquer espécie.

Mesmo com a redução encontrada esse mês, a pesquisa identificou preços que se destaca em alguns postos pesquisados a variação entre o maior e menor preço que chegou a 27,62% é o caso do etanol, onde o menor preço encontrado foi de R$ 3,91 no posto Vale Dourado na avenida das Fronteiras s/n no bairro de Santarém e o maior de R$ 4,99 em dois postos, Santo Expedito e posto Natal, localizados na avenida Alexandrino de Alencar no bairro de Lagoa Seca, ou seja, uma diferença entre o maior preço e o menor de R$ 1,08. Esse comportamento foi observado também na gasolina comum, onde o menor preço foi encontrado na região oeste no bairro de Cidade Nova no posto RCM, localizado na rua Solange Nunes número 20 e o maior preço de R$ 5,86 na região sul na avenida Jaguarari no bairro de Candelária no posto São Luiz III. Já o diesel comum a variação encontrada também foi bem significativa entre o maior e menor preço, onde o menor preço encontrado foi de R$ 5,26, no posto Vale Dourado na avenida das Fronteiras s/n no bairro de Santarém e o maior preço encontrado pelos pesquisadores foi de R$ 6,59 no posto Brasil localizado na avenida presidente Bandeira nº 1270 no bairro de Lagoa Seca.

A região norte foi que teve o maior percentual de postos que praticaram a redução de um mês para o outro, ou seja, todos os postos pesquisados nessa região tiveram seus preços a menor em média o preço da gasolina nessa região foi de R$ 5,60, no entanto a região com menor preço em media foi a leste com R$ 5,58.

A pesquisa identificou que do total de oitenta e quatro postos pesquisados na cidade em 86% foi observado redução no preço da gasolina comum em relação a última pesquisa do mês de setembro, os percentuais de postos com redução no diesel comum foi de 43%, e no etanol o percentual de postos com redução chegou a 79%. Então, o consumidor deve está atento e pesquisar, observando os melhores preços para abastecer.

O Núcleo de pesquisa do Procon Natal analisou o comportamento dos preços de combustiveis na capital e mesmo com a mudança da politica de preço da estatal brasileira com o fim da paridade de preço de importação o (PPI), as oscilações do Brent afeta diretamente os preços nas bombas para o consumidor final, uma vez que no mês anterio a pesquisa identficou alta e nesse mês redução

O Procon Natal orienta o consumidor a está atento e pesquisar os melhores preços para abastecer e ratifica o quanto é importante o consumidor pesquisar antes de abastecer seu veículo, uma vez que a pesquisa encontra todo mês uma varição significativa entre o maior e menor preço praticado pelos postos de combustíveis na capital. E caso o consumidor, identifique preços muito acima da média encontrada pela pesquisa do Procon Natal, faça denuncia com posse do cupom fiscal emitido pelo posto de combustível, na sede do órgão, localizado na rua Ulisses Caldas n° 181, Cidade Alta ou pelos canais de atendimento ao consumidor: telefone: (84) 3232-9050, WhatsApp: (84) 98812-3865 e e-mail: [email protected], para medidas administrativas cabíveis.

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

About Author

Blog alex de olho na notícia

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua veniam.

Latest Posts

Categories