conecte-se conosco

Esporte

Seleção brasileira garante prata pan-americana no vôlei feminino

Published

on

O sonho era o ouro, mas a medalha de prata foi muito comemorada, na noite desta quinta-feira (26), pela seleção brasileira feminina de vôlei nos Jogos Pan-Americanos, que estão sendo disputados em Santiago (Chile).

Isto porque o Brasil, que era representado na competição por uma equipe formada por jovens atletas, foi derrotado na decisão, por 3 sets a 0 (parciais de 26/24, 25/16 e 25/19), pelo time principal da República Dominicana, que acaba de garantir a classificação para os Jogos Olímpicos de Paris.

“Essa juventude ganhou experiência, 11 delas nunca tinha jogado um Pan-americano. Algumas delas nunca tinham vestido a camisa da seleção brasileira. Treinamos 10 dias, tivemos algumas ausências importantes.

Aproveitamos bem, uma grande fase de grupos sem perder nenhum set, um desafio muito grande do volume de jogo do México. Uma pena o primeiro set, porque se conseguíssemos finalizar [o set], a confiança poderia ser diferente para uma equipe jovem, poderíamos pressionar a República Dominicana. Mas o se e o talvez não existem no esporte e vamos sair de cabeça de erguida”, declarou o técnico Paulo Coco após a partida.

Campanha histórica no boxe
Antes mesmo do final da atual edição dos Pan-Americanos é possível afirmar que a equipe brasileira de boxe cumpre em Santiago uma campanha histórica na competição. Isso porque, após o final dos combates desta quinta-feira (26), a modalidade já bateu o recorde de medalhas conquistadas em uma única edição dos Jogos com 12 pódios (a melhor marca até então era de nove, em São Paulo, em 1963).

Em 13 finais possíveis, os brasileiros estarão presentes em nove. Os últimos classificados foram Carolina Almeida, Jucielen Romeu, Barbara Santos, Michael Douglas Trindade, Wanderley Pereira e Abner Teixeira, que venceram seus combates na tarde desta quinta-feira. Mais cedo, Tatiana Chagas, Beatriz Ferreira e Keno Marley Machado já haviam alcançado a final. Todos os finalistas também garantiram vaga para a próxima edição dos Jogos Olímpicos (Bia e Jucielen já haviam carimbado o passaporte ao chegaram às semifinais).

“Nos preparamos muito forte. As equipes estavam bravas conosco, reclamando de tudo, pois realmente foi puxado. Mas isso fez com que tivéssemos uma campanha extraordinária. Agora vamos buscar, ao menos, três ouros para liderarmos o quadro de medalhas da modalidade. Conseguimos cinco finais no feminino e quatro no masculino. Superamos a meta, que eram sete classificações para os Jogos, e vamos buscar as outras quatro vagas no classificatório no final de fevereiro. Vamos buscar o recorde de ouros fora de casa e, quem sabe, conseguir igualar ou superar São Paulo 1963”, declarou o treinador-chefe da equipe de boxe brasileira, Mateus Alves.

Continue lendo
Anúncio
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Justiça espanhola condena homem por racismo contra Vini Jr.

Published

on

O Real Madrid divulgou nesta 4ª feira (17.jul.2024) que um homem foi condenado pela Justiça da Espanha a 8 meses de prisão por racismo, depois de proferir insultos na internet contra o atacante brasileiro Vinicius Júnior e o zagueiro alemão Antonio Rüdiger.

De acordo com o clube, a sentença do 5º Tribunal de Instrução de Parla, afirma que o acusado –cuja identidade não foi revelada– introduziu vários pseudônimos para fazer os ataques racistas e insultos contra os jogadores no fórum da edição digital do jornal Marca . Esta é a 2ª vítima de racismo no futebol espanhol.

“O acusado foi considerado preocupado, especificamente, de 2 crimes contra a integridade moral, crimes contra Vinicius Junior e Antonio Rüdiger, ambos agravados por terem agido com motivações racistas e, no caso de Antonio Rüdiger, também desprezando sua religião” , diz um trecho da nota oficial publicada pelo Real Madrid

Além da prisão, o tribunal proibiu a condenação de participar do fórum do jornal por 20 meses. De acordo com a sentença, “a suspensão da pena de prisão ficou sujeita à participação do acusado em um programa de igualdade de tratamento e não discriminação” .

Em junho, a Justiça espanhola proferiu a 1ª denúncia por racismo, referente ao ataque racista contra Vini Jr. no estádio Mestalla em maio de 2023, quando o brasileiro foi xingado de “macaco” durante o confronto entre Real Madrid e Valência.

A Justiça condenou 3 torcedores do Valência a 8 meses de prisão. Eles também deverão pagar multas e não poderão frequentar um estádio de futebol por 2 anos.

Fonte: Poder 360

Continue lendo

Esporte

Atacante potiguar, Gabriel Veron sofre acidente de carro em condomínio

Published

on

O atacante Gabriel Veron, do Cruzeiro, sofreu um acidente de carro dentro do condomínio em que mora em Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte, neste domingo (14). Segundo as informações preliminares, o jogador teria abandonado o veículo após a batida e ainda não foi localizado.

O atacante do Cruzeiro estaria em alta velocidade quando atingiu uma placa de sinalização com o seu veículo, da marca Mercedes-Benz, em uma via interna do Alphaville. Segundo moradores, o jogador abandonou o seu carro após o acidente e foi para casa. A Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência e já está no local.

Segundo o relato de um morador do Alphaville apurado pela Itatiaia, o jogador estaria “causando muito transtorno” para os outros moradores do condomínio.

Ainda não se sabe o que teria motivado o acidente ou se o jogador estava sob o efeito de álcool no momento do acidente. Também não se sabe se o atleta teve algum ferimento.

Gabriel Veron estava de folga, assim como o elenco cruzeirense, após a vitória por 2 a 1 sobre o Bragantino, pelo Campeonato Brasileiro. A reapresentação do elenco será nesta segunda-feira à tarde.

Veron está com 21 anos, pertence ao Porto (Portugal) e vem se destacando pelo Cruzeiro com quatro gols e uma assistência nos últimos sete jogos. Ele está emprestado até o fim do ano.

Com informações da CNN Brasil 

Continue lendo

Esporte

Neymar processa sósia por uso indevido de imagem

Published

on

O jogador brasileiro Neymar entrou com um processo judicial contra Eigon Oliveira, conhecido por ser um dos seus sósias mais populares, devido ao uso do termo “Sósia do Ney” como marca, informou a revista Veja na quinta-feira (11).

Eigon Oliveira, que possui mais de 2,3 milhões de seguidores no Instagram, ganhou notoriedade por sua semelhança com o jogador.

Neymar recorreu ao INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) para impedir que Oliveira utilizasse o nome que faz alusão direta a ele para fins comerciais.

O caso é peculiar não apenas pela relação prévia entre Neymar e Oliveira, mas também pelo impacto que o sósia teve durante a Copa do Mundo de 2022, realizada no Qatar.

A história de Eigon Oliveira, que passou de garçom a sósia oficial de Neymar, é marcada por episódios que ilustram a fascinação do público por figuras semelhantes a celebridades.

Em entrevista ao Metrópoles, ele compartilhou como a brincadeira de se parecer com Neymar se transformou em uma carreira.

“Como tinham muitos frequentadores de Santos, eles me achavam parecido com o craque e pediam fotos para tirar onda com parentes, para mandar para os filhos. Resolvi entrar na brincadeira, fiz um moicano e chamei ainda mais a atenção. Meu antigo chefe tirou fotos minhas, mandou para uma agência e eu comecei a trabalhar como sósia do ídolo”, disse Eigon.

Poder 360

Continue lendo

home