Em nota mdb diz que “não há como cobrar correção sem agir com coerência”

Em nota mdb diz que “não há como cobrar correção sem agir com coerência”

Após a repercussão envolvendo a decisão do presidente do MDB a nível de estado e vice-governador Walter Alves de entregar o diretório do partido em Caicó ao empresário Artur Maynard, notou-se um desconforto entre a bancada emedebista na Câmara Municipal, fato que gerou declarações infundadas de seus filiados.

Para analistas políticos, é pertinente lembrar aos que possuem memória curta, que o grupo do prefeito de Natal, Álvaro Dias, e do deputado estadual Adjuto Dias, em Caicó, nas últimas eleições estaduais, não votaram em Walter Alves, que disputou o cargo de vice-governador, sendo inclusive eleito, assim como “boicotaram” a eleição de Garibaldi Filho para deputado federal.

A linha do MDB simplesmente foi abandonada e os que até então aderiram ao projeto, migraram para apoiar à candidatura de outro candidato sob orientação de Álvaro Dias, que por muitos anos controlou o MDB de Caicó.

A realidade é que Artur Maynard aceitou o convite que ao mesmo foi feito para assumir o MDB, fruto de coerência e por não ter “traído” ou mudado seus princípios, quando já havia decidido por permanecer ao lado de Walter Alves e Garibaldi, e ainda por cima também apoiou o único deputado eleito pelo MDB e representante de Caicó na Assembleia Legislativa do RN, o deputado Adjuto Dias.

O problema dos que se intitulam “emedebistas históricos de Caicó” é que viraram as costas e negaram apoio aos maiores líderes da legenda, que sempre os ajudaram em toda trajetória política norte-rio-grandense.

Por fim, deixa-se uma reflexão aos que alimentam o discurso do ódio: não há como cobrar correção sem agir de maneira correta.

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

About Author

Blog alex de olho na notícia

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua veniam.

Categories