Centrais do Cidadão oferecem atendimento exclusivo às crianças com deficiência

Centrais do Cidadão oferecem atendimento exclusivo às crianças com deficiência

Governo do RN inaugura, em fevereiro, primeira sala para atender crianças com deficiência — em especial aquelas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). A unidade de Capim Macio, em Natal, será a primeira a oferecer esse atendimento


O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio da Coordenadoria de Atendimento ao Servidor e ao Cidadão (CODACI), vai inaugurar em fevereiro a primeira sala do Projeto Central Acolhe, para atendimento exclusivo às crianças com deficiência, em especial as com Transtorno do Espectro Autista (TEA). A Central do Cidadão de Capim Macio, na Zona Sul de Natal, é a primeira unidade a implantar o serviço.

O Projeto Central Acolhe tem como objetivo oferecer um ambiente acolhedor e adequado que facilite a interação, compreensão e o atendimento personalizado às necessidades das crianças com deficiência na emissão da Carteira de Identidade Nacional (CIN), promovendo a inclusão e a acessibilidade.

Para garantir a eficiência no atendimento, uma das principais características dessas salas é a redução significativa da poluição sonora e visual. Tratando-se de uma sala à parte do resto da Central do Cidadão, as crianças encontrarão um ambiente mais silencioso, o que contribuirá para a diminuição de desconfortos sensoriais frequentes em casos de TEA. Além disso, a decoração foi planejada para ser suave e reconfortante, evitando estímulos visuais excessivos.

O projeto foi desenvolvido em parceria com mães atípicas e profissionais da psicologia para crianças com deficiência, que guiaram a conceito de um espaço ideal para o atendimento desse público.

Além da unidade de Capim Macio, também terão as salas do Projeto Central Acolhe, no primeiro semestre de 2024, as Centrais do Cidadão do Bairro Potengi, na Zona Norte de Natal, e do Terminal Rodoviário de Mossoró. Para o segundo semestre está prevista a implantação nas Centrais do Cidadão de Caicó, Currais Novos e São Miguel.

O Coordenador-Geral do Programa Central do Cidadão, Luis Renato Nogueira, comentou sobre o processo de criação do Central Acolhe e sua relevância no aperfeiçoamento das Centrais no Estado. “Identificamos a demanda crescente no atendimento a esse público e estamos, há meses, planejando com cuidado um espaço que seja acolhedor e facilite o bem-estar dessas crianças, por isso o nome Central Acolhe. Queremos proporcionar esse sentimento de acolhimento em cada detalhe do novo ambiente”.

O Governo do RN está comprometido em continuar trabalhando para construir uma sociedade mais inclusiva, onde cada cidadão tenha a oportunidade de desfrutar plenamente dos serviços públicos oferecidos. Espera-se que essa iniciativa acentue ainda além esse compromisso em promover a conscientização sobre a importância de criar ambientes acessíveis e adaptados, gerando assim mais oportunidades do exercício cidadão sem limites.

Para o Secretário-Chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves, o projeto surge como um marco no fortalecimento das ações de inclusão do Governo do Estado. “Trata-se de um marco, aqui no Estado, que servirá de exemplo para que mais iniciativas de inclusão sejam el

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

About Author

Blog alex de olho na notícia

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua veniam.

Categories