Mourão diz que Forças Armadas ‘não podem se omitir’ após operação da PF

Mourão diz que Forças Armadas ‘não podem se omitir’ após operação da PF

O senador Hamilton Mourão (Republicanos-RS), ex-vice-presidente da República no governo Jair Bolsonaro, pediu para que os comandantes das Forças Armadas reajam à série de operações da Polícia Federal (PF) que têm mirado o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), ex-auxiliares e aliados.

Em discurso na tribuna do Senado nesta quinta-feira (8), Mourão disse que o país “ vive uma situação de não normalidade” e está “caminhando para a implantação de um regime autoritário de fato”.

“No caso das Forças Armadas, os seus comandantes não podem se omitir perante a condução arbitrária de processos ilegais que atingem seus integrantes ao largo da Justiça Militar. Existem oficiais da ativa sendo atingidos por supostos delitos, inclusive oficiais generais. Não há o que justifique a omissão da Justiça Militar”, afirmou.

Depois, questionado por jornalistas, o senador disse que se referia especialmente à Justiça Militar, para que membros das Forças Armadas que eventualmente tivessem cometido irregularidades respondessem nessa instância.

“Existe a Justiça Militar. Nós temos militares que eventualmente podem ter cometido crimes em função militar. Esse é um objeto que o Exército deveria ter aberto há muito tempo, o Inquérito Policial Militar”.

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

About Author

Blog alex de olho na notícia

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua veniam.

Latest Posts

Categories