Mais crianças estão sendo hospitalizadas com Covid-19 do que nunca nos Estados Unidos, à medida que o domínio da variante Ômicron se intensifica.

Uma média de 672 crianças foram admitidas em hospitais do país todos os dias com Covid-19 durante a semana que terminou no domingo (2), o maior número da pandemia, de acordo com dados dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças.

Isso segue um número recorde de novos casos entre crianças, de acordo com a Academia Americana de Pediatria (AAP).

Os EUA tiveram mais de 325.000 novos casos entre crianças durante a semana encerrada em 30 de dezembro, de acordo com dados publicados esta semana pela AAP. O dado marca um aumento de 64% em novos casos na infância em comparação com a semana anterior, disse a AAP.

Cerca de 1.045 crianças menores de 18 anos morreram de Covid-19, disse o CDC. E em todas as faixas etárias, as hospitalizações por Covid-19 alcançaram um novo marco.

Na terça-feira (4), 112.941 americanos foram hospitalizados com Covid-19, de acordo com dados do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos.

O novo número excede em muito o pico de hospitalizações durante o aumento repentino da variante Delta – quase 104.000 no início de setembro. Também está crescendo em direção ao número alto e pandêmico de pacientes com Covid-19 hospitalizados em um único dia – 142.246, em 14 de janeiro do ano passado.

“Infelizmente, esta é a consequência de uma variante altamente transmissível, a variante Ômicron”, disse o cirurgião-geral dos Estados Unidos, dr. Vivek Murthy, à CNN na terça-feira.

Em apenas quatro semanas, a Ômicron saltou de cerca de 8% das novas infecções por Covid-19 para cerca de 95% das novas infecções, de acordo com o CDC.

A variante Ômicron é até três vezes mais infecciosa do que a variante Delta, disse o CDC. Agora, mais unidades de terapia intensiva hospitalar estão quase lotadas.

CNN Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui