Policiais Antifascistas do RN negam acusações de serem “milicianos”

Reprodução

Ainda em nota encaminhada à imprensa, o grupo de policiais antifascistas nega qualquer relação em ser uma organização paramilitar ou miliciana, como está sendo investigado pelo MPRN.

“Fazer referência ao Movimento Policiais Antifascismo como sendo paramilitar ou miliciano é um erro crasso e completa ignorância quanto à história de ação e de formação do movimento, inclusive em suas ideias. O próprio GAEGO, do MP-RN, menciona no relatório que o Movimento Policiais Antifascismo não tem nenhum tipo de envolvimento com as operações já deflagradas no Estado que investigam atividade de milícia. E jamais encontrarão, pois o Movimento Policiais Antifascismo é anti-milícia”, destaca o grupo.

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.