Governadora Fátima recebe comitiva chinesa para discutir parcerias na área da agricultura

A governadora Fátima Bezerra recebeu nesta terça-feira (30) uma visita de cortesia de uma comitiva chinesa para discutir possíveis parcerias na modernização da agricultura potiguar. A reunião tratou sobre a abertura de intercâmbio acadêmico com o país asiático e investimentos na indústria de máquinas agrícolas.

Os asiáticos também participam esta semana do evento da Parceria Brasil-China, que acontece até 02 no Rio Grande do Norte, com seminários, cursos e entrega de maquinário para uso de agricultores do município de Apodi.

A comitiva chinesa está no Rio Grande do Norte desde o dia 25. A cooperação Brasil-China, evento fruto de uma parceria do Consórcio Nordeste com a Universidade Agrícola da China, foca em atividades para a mecanização da agricultura — área em que o país asiático possui expertise. O último dia de atividades, em Apodi, terá a presença do Ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira.

“A cooperação Brasil-China Nordeste com a Universidade Agrícola da China é um passo significativo para avançarmos em um tema crucial para o Brasil e, especialmente, para o Nordeste Brasileiro: a agricultura familiar. Toda essa agenda está voltada para a mecanização agrícola. A importância desta parceria com o Rio Grande do Norte e o Consórcio Nordeste é inegável”, comemorou a governadora.

Durante o encontro, representantes da Universidade Agrícola da China (CAU) e do Instituto Internacional Para Cooperação Popular (IAPC – BAOBAB) discutiram a abertura de intercâmbio acadêmico com instituições de ensino do Rio Grande do Norte e do Nordeste.

A professora Yang Minli, da Universidade Agrícola da China, ressaltou a importância da parceria com as instituições de ensino do Nordeste. “Desejamos explorar novas formas de parceria, especialmente no campo tecnológico, permitindo o intercâmbio de ideias e estudantes”, disse.

O Secretário de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), Alexandre Lima, destacou que o evento desta semana é um “ato histórico” para o fortalecimento da atividade agrícola em pequenas propriedades rurais do Rio Grande do Norte. A Parceria Brasil-China busca aumentar a produção local de milho e arroz em pelo menos 20%. “As máquinas já chegaram para celebrarmos o estreitamento dessa cooperação entre Brasil e China, liderada pelo governo do Estado e pelo Consórcio Nordeste”, disse.

As empresas Zhejiang Sifang Group e Debont Corp fizeram a cessão de máquinas de teste para a fazenda de demonstração, tais como semeadoras de milho, tratores de duas rodas e respectivos implementos de apoio, tratores de esteira e colheitadeiras de arroz.

Durante a reunião, representantes das empresas receberam informações sobre os projetos de incentivos fiscais do Rio Grande do Norte.

A agenda desta terça-feira (30) teve a participação do secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado, do secretário estadual de Agricultura, Guilherme Saldanha, além de representantes do Internacional Para Cooperação Popular (IAPC – BAOBAB), do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST)e de empresários chineses.

FOTOS: Carmem Félix/Assecom-RN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chatOlá muito o
Olá muito obrigado estamos online Fale C
Jornalismo comprometido com a verdade, de forma ética e responsável. Um portal interativo, onde o leitor também tem vez e voz.