Ícone do site Blog Alex de olho na notícia

Jovem é espancada com cabo de rodo após marido suspeitar de traição e morre

Uma jovem de 19 anos morreu após ser espancada com um cabo de rodo na madrugada de hoje em Ibaté (SP), no interior de São Paulo. O companheiro dela foi preso.

O que aconteceu:

Policiais militares foram acionados para atender a ocorrência após vizinhos ouvirem os gritos na residência e encontraram a vítima, Isabela Cristina da Silva Lopes, com lesões pelo corpo. Isabela disse que o companheiro, identificado pela EPTV como Wesley Henrique Alonso, de 31 anos, estava dentro da residência.

O homem foi preso e, segundo a polícia, teria admitido as agressões contra a companheira, alegando que suspeitava que Isabela tinha lhe traído. As agressões teriam ocorrido na frente da filha do casal, de 3 anos.

A vítima não teria conseguido falar com os policiais militares por estar debilitada, mas pediu ajuda aos agentes. A filha do casal ainda teria afirmado aos policiais que o “papai bateu na mamãe”, segundo Fábio Luiz Magalhães Moreira, capitão da PM (Polícia Militar) à EPTV (afiliada à TV Globo).

A jovem foi socorrida ao Hospital de Ibaté, onde sofreu múltiplas paradas cardiorrespiratórias e morreu.

O boletim de ocorrência, obtido pela EPTV, aponta que a perícia foi acionada ao local do crime e encontrou pedaços de cabo de madeira de rodo quebrados em um quarto e um cano de alumínio, com 1,10 metro, que estava sobre a cama. Os itens foram recolhidos.

O médico que atendeu Isabela disse aos policiais que a jovem chegou muito machucada, em estado grave, e com várias lesões nos braços, pescoço e pernas.

Wesley foi preso em flagrante pelo crime de feminicídio e encaminhado para a prisão, onde permanece à disposição da Justiça. O caso foi registrado como feminicídio na Delegacia Seccional de São Carlos, segundo a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo)

Na delegacia foi constatado que a vítima tinha uma medida protetiva contra o companheiro. Ele já tinha passagem por violência doméstica por agressão física contra Isabela, na época, acusando-a de traição e provocando lesões corporais na jovem. Wesley ficou dois meses detido por descumprir a medida protetiva. O casal teria começado a namorar quando a vítima tinha 15 anos.

O Conselho Tutelar foi acionado para acolher a criança de 3 anos e encaminhá-la à avó materna.

Universa tenta contato com o TJSP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo) para saber se Wesley tem defesa constituída para pedido de um posicionamento. O espaço segue aberto para manifestação.

Em caso de violência, denuncie

Ao presenciar um episódio de agressão contra mulheres, ligue para 190 e denuncie.

Casos de violência doméstica são, na maior parte das vezes, cometidos por parceiros ou ex-companheiros das mulheres, mas a Lei Maria da Penha também pode ser aplicada em agressões cometidas por familiares.

Também é possível realizar denúncias pelo número 180 — Central de Atendimento à Mulher — e do Disque 100, que apura violações aos direitos humanos.

Com informações do UOL

Sair da versão mobile