Jovem se recusa a desbloquear celular e é morta estrangulada pelo marido

A jovem Eduarda Amabile Correia, de 25 anos, foi morta estrangulada nesta segunda-feira (29), na casa onde morava, no bairro Campina da Barra, em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba. A vítima foi encontrada desacordada por familiares do marido, Tiago Trindade, suspeito do crime. Os parentes levaram Eduarda para uma Unidade de Pronto Atendimento, mas ela não resistiu.

O marido de Eduarda foi preso pela Polícia Civil horas após a morte da jovem, em casa. Segundo informações da polícia, Tiago foi detido em flagrante por feminicídio e permanece preso nesta terça-feira (30). “As investigações da PCPR continuam a fim de comprovar a causa da morte e esclarecer os fatos”, informou a Polícia Civil.

O suspeito teria confessado o crime. À polícia, o homem relatou que queria ter acesso às mensagens do celular da esposa e, diante da recusa, a imobilizou e colocou o joelho sobre o pescoço da vítima, para desbloquear o aparelho via reconhecimento facial. O corpo da jovem foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

As informações são do G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chatOlá muito o
Olá muito obrigado estamos online Fale C
Jornalismo comprometido com a verdade, de forma ética e responsável. Um portal interativo, onde o leitor também tem vez e voz.