Ícone do site Blog Alex de olho na notícia

Mulher suspeita de m4t4r filha de 10 meses descongelava corpo toda noite para niná-la, diz parente

Uma parente da mulher que matou a própria filha de 9 meses e colocou seu corpo na geladeira afirmou que a suspeita de 27 anos contou que descongelava a criança todas as noites para niná-la por causa do arrependimento. 

O caso ocorreu no bairro de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes, cidade da Região Metropolitana do Recife. À TV Jornal, a parente, que preferiu não se identificar, informou que a suspeita sofria de depressão pós-parto.

“A família da mãe dela sentiu falta da menina porque, no Dia das Mães, ela só estava com o menino (outro filho mais velho). O certo seria ela passar com os dois filhos. Depois, ontem (terça-feira) a bisavó desconfiou e foi atrás da avó para saber o que estava acontecendo”.

Durante entrevista, ela ainda revelou que decidiu procurar a frentista para esclarecer a situação.

“Comecei a falar pelo WhatsApp, dizendo que poderia ajudar ela e que não iria julgar. Com isso, a convenci dela ir na minha residência. Quando chegou, ela começou um choro muito grande, entregou um vidro de chumbinho e pediu ajuda. Eu disse que o que poderia fazer era levar ela na delegacia”, disse.

A parente declarou que a suspeita tinha planos de também matar seu filho mais velho de 7 anos e depois tirar a própria vida. 

A mulher está no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no Recife. Segundo a Polícia Civil, a mulher deve ser investigada por ocultação de cadáver e homicídio. 

Até a última atualização desta reportagem, a defesa da frentista não se pronunciou sobre o crime.

Sair da versão mobile