Um adolescente de bicicleta morreu após se envolver em um acidente com uma “Carreta da Alegria” no Núcleo São Félix, em Marabá, na noite de quinta-feira (16). Segundo a Polícia Militar, ele morreu atropelado, mas o proprietário da empresa, responsável pela caminhão, diz que veículo não atingiu o jovem. A Polícia Civil deve investigar o caso.

Carreta da Alegria fazia passeios em Marabá quando ocorreu acidente — Foto: Redes Sociais/Reprodução

De acordo com informações da Polícia Militar, vários adolescentes empinavam bicicletas ao mesmo tempo enquanto acompanhavam a carreta de luzes e música que passeava pelo Núcleo São Félix.
Segundo testemunhas, o adolescente se desequilibrou e caiu em frente ao trem, não dando tempo ao motorista para frear. Quando a polícia chegou ao local, o adolescente, já estava sem vida. Até o fim da manhã desta sexta-feira (17), o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves não confirmou a causa da morte e a idade e identidade da vítima.

O G1 PA conversou com o proprietário da carreta, Glauber Miranda Bispo. Segundo ele, o adolescente não foi atropelado. “Ele foi empurrado por amigos e bateu a cabeça no chão. O caminhão não chegou a bater nele, a carreta foi só um complemento da situação porque ele caiu embaixo do veículo”, diz o proprietário.

O funcionário da empresa que conduzia a carreta foi conduzido para a delegacia para prestar depoimento. A Polícia Civil deve investigar o caso, mas não retornou ao contato do G1 com pedido de informações sobre o caso.

Do G1 Pará

Um adolescente de bicicleta morreu após se envolver em um acidente com uma “Carreta da Alegria” no Núcleo São Félix, em Marabá, na noite de quinta-feira (16). Segundo a Polícia Militar, ele morreu atropelado, mas o proprietário da empresa, responsável pela caminhão, diz que veículo não atingiu o jovem. A Polícia Civil deve investigar o caso.

Carreta da Alegria fazia passeios em Marabá quando ocorreu acidente — Foto: Redes Sociais/Reprodução

De acordo com informações da Polícia Militar, vários adolescentes empinavam bicicletas ao mesmo tempo enquanto acompanhavam a carreta de luzes e música que passeava pelo Núcleo São Félix.
Segundo testemunhas, o adolescente se desequilibrou e caiu em frente ao trem, não dando tempo ao motorista para frear. Quando a polícia chegou ao local, o adolescente, já estava sem vida. Até o fim da manhã desta sexta-feira (17), o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves não confirmou a causa da morte e a idade e identidade da vítima.

O G1 PA conversou com o proprietário da carreta, Glauber Miranda Bispo. Segundo ele, o adolescente não foi atropelado. “Ele foi empurrado por amigos e bateu a cabeça no chão. O caminhão não chegou a bater nele, a carreta foi só um complemento da situação porque ele caiu embaixo do veículo”, diz o proprietário.

O funcionário da empresa que conduzia a carreta foi conduzido para a delegacia para prestar depoimento. A Polícia Civil deve investigar o caso, mas não retornou ao contato do G1 com pedido de informações sobre o caso.

Do G1 Pará

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui